Chantagem com a prima

Click to this video!

Olá, meu nome é Gustavo e vou contar o dia em que tirei a virgindade da minha prima. Minha mãe vai na casa da minha prima todas os dias, porque como minha tia e meu tio trabalham, minha mãe leva comida pra ela. Só que teve um dia que minha mãe teve que ir ao médico, e pediu pra mim levar a comida da minha prima.
Minha prima é linda, perfeita de rosto e corpo, e o melhor tem a minha idade (14 anos). Chegando na casa dela, eu chamei e ninguém atendeu. Fiquei preocupado, já que essa hora ela já chegou da escola. Só que entrando no quarto, escutei uns gemidos e quando abri a porta, eu vi uma coisa que me deixou de boca aberta: minha prima estava pelada vendo filme pornô e se masturbando! Ela sempre foi uma garota alegre, mas sem muita maldade, nunca vi ela falar um palavrão sequer ou algo de tipo, ela sempre foi a última pessoa que eu pensei que fosse tarada de tal forma. Ela gemia muito, e me deixou com muito tesão. Ela ficou envergonhada e perguntou “O que você tá fazendo aqui?”, eu falei “Achei que você tava dormindo ou algo do tipo” e continuei “só que você tava fazendo algo mais interessante né hahahahaha”. Ela achou que eu ia contar pra alguém ou para os pais dela e falou “o que você quer pra não contar isso para alguém?” e eu respondi, aproveitando a situação “só não conto com uma condição: a gente transar” ela falou “você tá maluco? A gente é primo” e eu falei “é a sua chance de ficar na boa” e ela falou “seu chantagista, vamos fazer, mas se alguém ficar sabendo, você ta muito ferrado”. E assim fomos, comecei a beijá-lo, ela sem muita vontade, mas passei a mão naquela bucetinha virgem e raspada e ela começou a sentir prazer, gemendo um pouco, até que tirei sua calcinha e joguei ela na cama e comecei a chupar aquela buceta deliciosa, que tesão de garota, ela gozando demais e eu falei em um tom irônico “pra quem não queria você ta gostando muito não acha?” e ela respondeu “isso tá muito gostoso, quem nao ia gostar”. Depois fizemos um 69 e ela disse “vai priminho, meta na bucetinha virgem”, falei “se doer você me avisa”. No início ela reclamou um pouquinho de dor, mas depois delirou com meu cacete, gozamos muito. No fim eu disse “nos temos que fazer isso mais vezes” e ela falou “você é muito louco mesmo”. A partir dali fazemos sexo todos os dias.