O jardineiro Naldo

Click to this video!
Autor

Ola meu nome e Lucia, tenho 45 anos, sou morena 165 mts, simpática, moro em um condomínio vertical em Fortaleza, sou casada com um medico, sou educadora universitária, tenho um filho de nove anos. Vivo com meu marido a 13 anos temos um bom padrão de vida, casei virgem e nunca conheci sexualmente um outro homem a não ser meu marido, temos uma vida sexual que eu diria muito boa. vamos aos fatos no condomínio onde moro tem alguns funcionários entre eles um jardineiro chamado Naldo que sempre faz alguns serviços extras em meu apartamento ele deve ter uns 27 anos, .tudo aconteceu em uma sexta feira meu marido foi trabalhar meu filho pra escola, fiquei so em casa, tinha um quadro que precisava ser colocado na parede, telefonei para a portaria e pedi para ele vir aqui em casa colocar o referido quadro, quando ele entrou de macacão e com a maleta de ferramentas e que percebi que estava so de short e uma blusa de algodão sem sotian, conversamos um pouco e fomos ao trabalho, notei que ele não tirava os olhos dos meus peitos, fiquei entre o encabulada e gostando da coisa, teve um momento que foi preciso eu segurar o quadro e ele ficou por traz de mim sem querer encostei minha bunda nele e recuei imediatamente, fomos fazer nova prova miquei na mesma posição ele encostou em mim ai pude sentir o volume do seu pau, ele começou a fazer pressão e eu não reagi quando dei ele já estava passando a língua no meu pescoço um frio me deixou toda arrepiada quando vi ele já estava pegando nos meus peitos, pegou nos bicos e amassou suavemente, eu gostando e passei a mao nele também, não falávamos nada ele tirou minha blusa desabotoou me short e tirou fiquei so de calcinha quando ele meteu a mao por dentro e foi puxando meus poucos pentelhos como se quisesse arrancar, aquilo foi me dando um tezao eu já estava toda molhada, fomos para a sala ele rasgou minha calca me colocou deitada no braço do sofá, começou chupando meus peitos e veio descendo pela barriga, chegou na minha bocetinha deu uma cuspida e começou a me chupar mordiscava meu clitóris e dava umas lambidas que iam ate a porta do meu cuzinho, eu gemendo já não aguentando gozei quase que chorando, ele passando a mao em mim enfiava o dedo na minha boceta e passava aquela como uma lixa no meu grelo, eu ia a locura, derrepente ela tira a roupa eu pude perceber o tamanho do pau do cara, fiquei comedo disse que não ia aguentar, ele disse não te preocupa, so o que você quiser, me posicionou deu uma nova cuspidona na minha boceta e ficou esfregando a cabeça do pau na minha entrada, eu cada vez ficando mais louca e pedia a ele mete, mete por favor e ele nada, mete mete….que eu te quero tudo neste momento eu suplicava para ele meter pos tava começando a ter um orgasmo ele empurrou sem do nem piedade, dei um urro de prazer e dor que ele teve que por a mao na minha boca, ele começou a socar tirava quase todo o pau e empurrava so de uma vez aquilo tava me deixando alucinada, eu pedia goza em mim….ele disse calma que eu demoro pra gozar ele aumentou as estocadas e disse vamos gozar juntos uma onda de prazer envolveu toda as minhas entranhas e ele gozou junto comigo, foi tanta porra que ele relinchava feito um cavalo, passou um tempinho ele retirou o pau e foi vazando porra como se eu estivesse fazendo xixi, mediatamente ele começou a chupar minha boceta toda melada o que me encheu ainda mais de prazer, ele veio e me deu um beijo na boca com a boca toda melada, não senti nojo achei ótimo, ele pegou a cueca limpou o pau colocou no bolso do macacão e foi embora, eu fiquei me recuperando não quis tomar banho nem me lavar, passei o resto do dia sentido a quele cheiro de suor e esperma. Quando meu marido chegou fui tomar banho a noite ele quis da uma, disse que estava indisposta, na verdade estava me sentido como se estivesse oca mais completamente feliz pois sei que jamais terei uma outra trepada como aquela.