Minhas filhas meus amores

Click to this video!
Autor

Já tem um tempo que minha história começou, mas vou ser breve com as apresentações.
Ainda cursava engenharia quando conheci Rosa, jovem de 18 anos e uma filha, Renata que na época acabara de completar seu primeiro aninho. Foi amor a primeira vista, Rosa mudou o meu mundo, logo nos casamos e veio minha primeira filha Rebeca. Rosa sempre foi uma loucura na cama e fomos felizes por um bom tempo,mas as coisas mudam e uns 11 anos depois vieram os problemas, em seguida à separação. Passei a dividir a guarda das meninas e todos os finais de semana e feriados eram meus, dedicava todo o meu tempo livre as meninas, talvez por isso tivesse relações passageiras. Foi nessa época que passei a notar o desenvolvimento das meninas, Renata (14 anos) mesmo sendo dois anos mais velha que Rebeca (12 anos) tinha era menor e menos desenvolvida em relação a irmã, tinha a pele parda e cabelos lizos, seus seios eram bem pequenos parecia até mais nova e de rosto me lembrava muito a mãe. Passei a me masturbar pensando nela, e sempre que as via tomando banho de piscina corria pro quarto pra bater uma. Até que Rebeca me pegou fazendo isso, chamei e tivemos uma conversa sobre oque ela tinha visto depois ela me contou um segredo, pois tinha visto o ex namorado de Renata, pedindo pra ela por na boca. Aquilo me deixou louco, só me passava na cabeça tranzar com a Renata.
Resolvi que faria alguma coisa e durante um feriado bebi bastante, Renata sempre se preocupou comigo e ficou até tarde esperando que eu me recolhesse e, dado momento lhe pedi ajuda, ela não se negou, aproveitei e passei a mão sutilmente naquele corpo, mas foi quando chegamos a cama que dei a melhor cartada, pedi pra que ela me fizesse companhia, fiquei na dúvida se ela aceitaria mas não tive problema, aceitou na hora. Deitados ficamos de conchinha, abraçados, ela parecia gostar de estar ali, meu pau parecia de ferro de tanto que era o meu tesão pois estava bem no rego da bundinha dela e mesmo de roupa não dava pra não sentir, comecei a chamala de Rosa e comecei a beijar sua orelha e pescoço, sem dizer nada ela foi deixando, fui puxando sua roupa e beijando sua boca, fui correspondido e demostrou uma inexperiência, mas não demorou muito já estava nua, pensem num corpo lindo, quando tirei a bermuda ela arregalou os olhos, tenho um pênis de uns 20 cm e um diâmetro considerável, com muito carinho dei uma boa chupada naquela bucetinha linda, não demorou muito e ela já estava tendo uns espasmos e amolecendo o corpo logo em seguida subi beijando seu umbigo até os seios, pescoço e orelha, pra então encaixar o pênis na bucetinha dela e mesmo não sendo mais virgem parecia que não caberia lá de tão apertado que era, sempre com carinho fui conduzindo, não demorou já estava bombando bem gostoso, ela me abraçava e me beijava, mesmo sem experiência deu pra notar que se esforçava, estava tendo a melhor tranza da minha vida, gozamos juntos e intensamente, mas foi depois enquanto estavamos abracados e exaustos que lembrei de de ter notado que durante gemidos abafados e beijos ardentes notei ter tido a impressão de alguém nos observando.
Mas isso vou deixar pra outra história