Sandra, putinha desde novinha – com dez aninhos

Click to this video!
Autor

Meu nome é Sandra, tenho 29 anos, vou contar neste site contos eróticos meus e de outras pessoas que achei excitantes, modificando-os, tornando ainda melhores. Adoro receber muitos comentários, podem ser bem safados que adoro e leio todos.

Não vou deixar meu zap aqui, mas quem quiser é só me enviar um e-mail que chamo no zap e batemos um papo, trocamos fotos e muito mais dependendo da minha excitação.
email: – [email protected]

Para ver este conto do início e outros contos publicados por mim, basta acessar este link que será redirecionado(a) para eles: Secret_Home

Continuando…

Já tinha 10 aninhos completos, já dava a bucetinha, o cuzinho, já chupava bem gostoso, a boquinha era pequenininha mas colocava o máximo que conseguia, pois vovô ensinou que tem que engasgar em um cacetão que eles adoram.

Depois de aprender tudo com vovô, o único outro pau que brinquei foi o do titio, que no dia seguinte do aniversário ele me levou para escola e chupei o cacetao dele no carro, ele adorou, contei tudo pro meu avô sem esconder nada.

Contei tudinho pra ele nos mínimos detalhes enquanto mexia o cacetão dele pra cima e para baixo e ele sentia muito prazer com tudo isso:
(vovô) – minha netinha já é uma cadelinha completa, que delícia;

Eu ficava muito feliz ouvindo os elogios do meu avô, fazíamos isso na sala enquanto minha avó molhava as verduras do sítio e minha mãe estava trabalhando, como já estava prontinha o vovô me tratava cada vez mais como uma cadelinha.

Eu era uma putinha completinha e bem obediente, fazia tudo que o vovô mandava, e nossas safadezas acontecia diariamente quando chegava da escola, um dia o vovô comia minha bucetinha, outro dia o cuzinho.

As vezes gostava que vestia roupinha sexy e ficava em posições excitante pra ele ficar olhando e batendo uma ate gozar, na hora de gozar era tudo na minha boquinha, já não deixava escorrer nada, tomava tudo deixando o vovô sempre feliz.

Esse era nosso cotidiano, até que um certo dia minha mãe trouxe um homem pra casa apresentando para meus avós e para mim como seu namorado, ele era um moreno bem alto, com mais de 1,90 de altura e bem musculoso e bonito.

Meus avós aceitaram numa boa, nisso tinha um quartinho no fundo do sitio onde meu avô guardava as ferramentas deles, nisso minha mãe pediu se não podia arrumar o quartinho para que eles morassem lá.

Eles queriam mais privacidade, nisso meus avós concordaram e começaram a arrumar o quartinho, colocando toda as ferramentas no porão que tinha em baixo, assim íamos nos conhecendo, pois ele vinha todo final de semana.

Mas eu não sei se era medo dele mas ele não tinha intimidade nenhuma comigo, não deixava eu sentar no colo dele, era sempre oi estas coisas, devia ser algum medo para minha mãe e meus avós não pensarem mau dele.

Eu nada bobinha, percebi que sempre eles saiam de tardezinha antes do sol se pôr e ia em um cantinho isolado no meio do mato, até ter coragem de segui-los uma vez, e quando cheguei perto eu vi minha mamãe com aquele negócio na boca.

Era muito grande eu até assustei, bem maior que o cacetão do vovô e o do titio, nisso minha mãe escuta um barulho e olha pra traz e me vê:
(mamãe) – menina, o que vc esta fazendo aqui sua pirralha;

Ele assustado levanta a roupa cueca e puxa a calça que estava usando com cara de muito assustado:

(mamãe) – que putinha vc menina, isso é coisa de gente grande;

Mau sabia ela que a filhinha dela era uma putinha completa já com 10 aninhos.
(mamãe) – não vai falar pro seu vô ou pra sua vó o que você viu tá bom
(eu) – tá bom mamãe, é bem grandão o negócio dele né;
(mamãe) – humm, para menina “nisso todos riram”
(mamãe) – agora vamos falar que estávamos passeando e vendo o sítio;

Foi idéia da mamãe para meus avós não perceberem nada, assim voltamos como nada tivesse acontecido, mas no fundo sei que minha mãe se assustou e aquele moreno pauzudo deve ter pensado besteira com certeza.

Contei tudo para meu amado vovô o que eu tinha visto, e ele ficava muito excitado, adorava ver meu vovô se retorcendo todo, ele então falou para mim seguir de novo, ele foi embora, e fiquei eu aguardando o namorado da minha mãe chegar na próxima semana.

continua…

Essa continuação foi a mais curta de todas, peço desculpa mais amanhã já coloco a continuação, já está pronta,