Eu e meu irmão Digo parte 2

Click to this video!
Autor

Olá
Quem não leu "Eu e meu irmão Digo parte 1" lei antes de continuar.
Como eu disse no conto anterior eu fiquei bem próxima do Digo(Rodrigo) e sempre que tinhamos um tempinho sozinhos ele passava o pau na minha buceta, e a gente de esfregava até os dois gozarem. mas o tempo foi passando e o Digo ainda era virgem ele me dizia que tava louco pra enfiar o pau em mim, ficava dizendo que ia fura meu buraquinho, quando a gente tava se esfregando, até que numa noite, a gente combinou de fazer isso, ele incentivou meu pai e meu outro irmão a beber, enquanto ele fingia que tava bebendo, nós estavamos jogando o jogo da vida de tabuleiro e meu irmão enfiando alcool neles, meu pai tinha o segunte ditado: se for para meus irmãos beber e fica bêbado que seja com ele, então uma vez nos mês eles faziam isso, eu ainda não podia pq era muito nova, mal meu pai sabia que eu já tava fazendo muita coisa. eu fui para meu quarto e fiquei esperando o Digo, eu fiquei peladinha embaixo do edredom já que nao tinha camisola pra minha idade.Eu estava com 9anos e ia perde a virgindade com meu irmão, tava louca pra ele vim logo, quando ele chegou eu tinha pegado no sono, ele me acordou tirou a roupa e deitou comigo, ele ficou bem feliz quando percebeu que eu tava toda nua, ele começou a me beijar, passar a mãos na minha bunda e apertar, lambia minha nuca, pescoço, puxava de leve meu cabelo, chupava meu inicio de peitinho, até que desceu e começou a me chupar bem gostoso, foi a primeira vez que ele fez isso e tava muito gostoso, eu tava doida de tesão, ele veio por cima num 69 e colocou a rola bem na minha cara, eu peguei e chupei, mamei como se fosse sair leite, e ia mas eu esperava que dentro de mim, ficamos assim um bom tempo, até que ele virou e veio na posição papai e mamãe, e a gente começou a se esfregar,eu podia sentir aquele membro duro bem na minha grutinha, ele pegou o pau e começou a esfregar no meu buraquinho, ele já tinha colocado o dedo varias vezes em mim, e ele fez de novo, enfiava o dedo bem devagar, depois passava o pau de novo, eu tava ficando toda meladinha, minha buceta babava muito, foi quando ele pegou o pau e foi forçando com carinho, eu senti entrar a cabecinha, nessa hora ele deu um gemido tão gostoso que parecia que ele ia gozar, ai ele foi enfiando mais um pouco, e deixou bem perto da metade dentro de mim, tirou a mão e fez movimentos lentos, que delicia que tava, ele empurrava e tirava mas nunca ia até o fundo e eu gemia bem baixo pra ninguém escutar: siiiii ta gostosoo aí aí aí delicia enfia aí Digo coloca mais lá dentro
e ele colocava mais um pouco, ate que ele meio que perdeu o controle e enfiou tudo eu dei um leve gritinho, e ele tirou um pouco, e começou a fazer isso, ia até no fundo e voltava ele dizia: aí que delicia to sentindo seu utero, aí que apertadinho, molhadinha e apertadinha gostosinha do irmão, toma(toda vez que ele falava toma ele enfiava mais um pouco) vou deixar paradinho dentro de você.
e foi o que ele fez nessa hora enfiou e deixou lá, eu gostei muito disso e comecei a rebolar devagar foi quando ele aumentou o gemido e senti aquele liguido dentro da minha buceta, ele tirou e continuou me esfregando o pau até eu gozar. e foi assim que meu irmão tirou meu cabacinho.