Dei o cuzinho no Terminal de Ônibus

Click to this video!
Autor

Eu vou contar agora, uma história mais recente que aconteceu mesmo comigo, como todas as outras. Não gosto de inventar histórias, e nem talento prá isso eu tenho. Mas, vamos lá…
Eu moro perto de um terminal de ônibus aqui da zona leste de SP. que é vizinho ao maior cemitério da América Latina. Até esse dia, eu nunca sequer pensei em dar o meu rabinho num lugar público, mas o tesão falou mais alto, já que eu não nego o meu cuzinho prá nenhuma pica, principalmente, se for GGG(Grande, Grossa e Gostosa). Meu fraco é rola, adoro rola, seja prá mamar, ou receber gostosamente no meu guloso e delicioso cuzinho. Então, um belo dia, estava eu lá esperando vir o meu ônibus, quando me deu vontade de mijar. Fui ao banheiro, parei em frente ao mictório, e comecei a urinar. Ao meu lado, um senhor que aparentava mais ou menos 55 anos. Engraçado foi notar o pau dele duríssimo, além de ser grande e grosso(depois vi que também era gostoso). Acabei de mijar e fui lavar as mãos. Peguei dentro da minha bolsinha de mão o meu brilho labial, e comecei a passar me olhando no espelho. Depois que acabei de passar, lavei minhas mãos novamente, e fui jogar fora o papel que usei prá enxugar minhas mãos. Quando me virei prá jogar o papel, qual não foi a minha surpresa, quando vi o velho com a pirocona nas mãos, em minha direção. Olhava fascinado e com água na boca, aquela pica, já imaginando fazer uma boquete bem gostosa nela. O velho fez um sinal com a cabeça, prá eu entrar numa das cabines, Fui e entrei na última longe da porta, e fiquei esperando o velho entrar lá dentro. Coisa de 1 minuto, o velho entrou e fechou a porta, eu tinha abaixado a tampa da privada, estava ali sentado, e ao ver aquele picão, o meu tesão foi tanto que cai de boca e mamei que nem um bezerrão. Depois de uns 5 minutos mamando gostosamente, ele tira o pau de minha boca, e faz um sinal com as mãos que ele queria me fuder. Me levantei, abaixei minha bermuda, cuspi nas minhas mãos e passei o cuspe no meu cuzinho, deixando ele lambuzado. Me posicionei com as mãos abrindo minha bunda, peguei no cacetão dele, e posicionei na porta do meu cuzinho, e me preparei prá levar aquela rola gostosa toda em mim. Ele, com o pau encaixado no meu cuzinho, me pega pela cintura e começa a me penetrar. Eu não senti nenhuma dor quando ele me penetrou, de tão excitado que eu estava naquele momento. Só senti a potência potente, quebrando a resistência restante, meu cuzinho se dilatando prá receber a pica do velho. Eu soltei um gemido gostoso, e relaxei mais ainda, prá aproveitar ao máximo aquele cacete grande, grosso e gostoso dentro de mim. O velho então, começou a bombar gostoso o meu cuzinho, socando todo aquele pauzão gostoso dentro de mim. Eu gemia bem baixinho prá ninguém ouvir, já que, se fôssemos pegos trepando num banheiro público, provavelmente, íriamos parar na delegacia(caracteriza atentado violento ao pudor). Aí já viu, né, ninguém merece ser preso só por querer dar o cú.
O velho tava com tanto tesão no meu cuzinho, que conforme ele bombava no meu cuzinho, eu chegava a sair do chão, tanto era o vigor com que ele estava me comendo. Eu estava nas nuvens de tanto tesão, e ele continuava a bombar com tesão o meu cuzinho, me fazendo sentir um prazer enorme, que me fazia rebolar naquela rola maravilhosa do velho fodedor. De repente, ele cravou a pica gostosamente no meu cu, se agarrando em mim. Senti meu cú ser inundado por jatos e mais jatos de porra quente e grossa. O velho tirou o pau de dentro do meu cú, limpou a pica dele com papel higiênico, me deu um beijo na bunda e foi embora. Adorei tanto aquela pica gostosa e o jeito dele meter, que toda vez que eu e o velho se vê, não dá outra, e eu dou o meu rabinho prá ele bem gostoso. O velho me fode gostoso demais!
Como eu não vejo ele sempre, acabo dando meu cuzinho prá outros caras também, já que eu sou viciado em dar o meu cú, e nunca neguei isso prá ninguém; até meus amigos sabem isso.
Se vc gostou dessa história verídica de minha vida e quer ser meu macho fodedor, entre em contato comigo por e-mail: [email protected]
Estarei te esperando com tesão e carinho e vc não irá se arrepender. Tenho local próprio.
Adoro, amo negros e mulatos, mas atendo à todos que quiserem fazer sexo comigo. Sou somente passivo, não adianta insistir, pois não sou versátil e nem curto ser ativo.

Beijos na pica gostosa que estiver lendo este conto agora!!! Até mais!!!