Amor da minha vida

Click to this video!
Autor

Ola, me chamo Fer, e hoje vou contar a história do dia que em que dei pro amigo do meu noivo. Pra começar vou me apresentar, tenho 24 anos, 1,60, morena, mestiça e o homens falam que sou gostosa, arranco muitos olhares por onde passo. Eu e meu noivo estávamos praticamente morando junto, ele morava com um amigo em um apartamento, o nome dele era Enzo, um homem alto com 1,91 de altura, corpo sarado, cheio de tatuagens, olhos verdes e muito simpático. Meu noivo (Gustavo)era um pouco gordinho mas dava conta do recado. Enzo tinha namorada (Jaque) e todo final de semana nossa programação era sair pra comer em algum lugar, tipico programa de casais, depois barzinho e depois íamos para o apartamento deles ver filme. Depois de ver a gente ia cada casal para seu quarto dar um transada, eu depois de transar com meu noivo e ele ir dormir, eu ficava ouvindo a transa da Jaque e do Enzo e ficava tocando meu grelinho, as coisas que eu ouvia era muito gostosas, coisas do tipo "vai amor, mete fundo na sua puta mete" "ai que pausao gostoso" "deixa eu chupar esse pausao vai". Ficava muito curiosa e excitada ouvindo isso, ja que meu noivo tinha um pau normal de 15 cm. Passaram-se meses e Enzo e Jaque acabaram terminando o namoro, Enzo ficou muito mal, pois estava com planos de pedi-lá em casamento, meu noivo pediu pra que deixasse os dois saírem para conversar e aconselhar o amigo nessa hora difícil, os dois saíram e eu fiquei no ap deles vendo filme. Peguei no sono e só acordei com o barulho deles dois chegando, os dois estavam extremamente chapados, beberam muito e mal se aguentavam em pé, um vizinho ajudou a coloca-los pra dentro, jogou Enzo no sofá e levei Gustavo para o nosso quarto, dei um banho nele e ele dormiu. Fui na sala ver com estava o Enzo e ele fedendo a cachaça, precisava muito de um banho, fiquei com receio de ir dar banho nele e meu noivo acordar e ver tudo, mas como sei que quando ele bebe, ele só acorda com muito esforço, resolvi ir dar um banho no Enzo. Tirei sua camisa e sua calça, deixei apenas de cueca, liguei o chuveiro e joguei ele lá, fui esfregando o sabonete nele, naquele corpo maravilhoso, comecei pensar besteira até que lembrei do dia que ouvi a ex dele falando aquelas coisas no sexo, fiquei bastante curiosa, acabei tirando a cueca dele, quando tirei aquela piroca maravilhosa, mesmo mole saltou de uma maneira que eu nunca vi, era linda, tão linda quanto ele… Comecei a punheta-lo, ele abriu os olhos, mas como estava bebado, não entendeu nada e nem viu que era eu. Ele foi ficando duro, duro até que endureceu totalmente e ai eu vi o pq da Jaque gemer tanto, era um puta pirocao mole, duro então era magnífico. Deve medir uns 26cm e uma cabeca bem vermelha, grandona. Não aguentei e meti boca naquela pica, chupei, mordi, passei a lingua, enfiei na garganta, babei, bati ela na minha cara até que ele esporrou um belo jato no fundo da minha garganta, limpei a cabeça da piroca com língua, o levei pro quarto e o coloquei pra dormir. No outro dia, me levanto cedo para fazer um café, 5 minutos depois Enzo levanta, vem por trás de mim, tampa minha boca com a mão e fala no meu ouvido de tudo que aconteceu no banheiro, que ele lembra de tudo. Pressionando seu pau contra minha bunda, ele vai segurando minha boca e beijando meu pescoço, largo tudo que to fazendo e começo a rebolar pra ele, que continua me beijando no pescoço eu ja tava toda molhadinha, meu shortinho do pijama estava tão encharcado, fiquei louca pra ele me foder ali mesmo, o medo do meu noivo acordar e pegar a gente no flagra aumentava muito mais o tesão. Enzo abaixou meu short, abriu minhas pernas e chupou minha bucetinha como nenhum havia chupando antes, eu rebolava na lingua dele enquanto segurava meu tesão para não gemer alto e acabar com a graça. Depois que gozei, soltei um leve gemido, Enzo levantou, botou a mão na minha boca, me deu um tapa na cara e me levou pra escada de emergência do prédio, onde não tem perigo de alguem aparecer e nem de meu noivo acordar. Ja estávamos nos amassando, beijo pra la e beijo pra cá, eu batendo punheta pra ele e ele com o dedo na minha bucetinha, pequena e indefesa perto daquele cacetão enorme. Me virou pra parede da escada, apoiou minha perna no corrimão, senti o pau roçando na portinha da minha buceta que ja estava bem encharcada, depois de 5 minutos só roçando na portinha, não aguentei e falei "me fode seu gostoso". Ele me deu outro tapa na cara "vou acabar com essa buceta sua puta”. Cumpriu e prometeu, foi metendo devagar aquela caceta em mim, sentia ele batendo no meu útero, que coisa gostosa "fode sua puta, rebola ma minha piroca vai, tava louco por isso" "vai seu fdp, se eu soubesse que era tão gostoso tinha te dado antes" assim foi, fudendo de todo jeito durante meia hora. Enzo pega na minha cintura, me segura forte, tampa minha boca e jorra aquele leite quente dentro de mim, gozei junto com ele, o tesão era tão grande e minha vontade de gritar era enorme mas me contive. Voltamos um de cada vez pro Ap que era pra não dar trela, foi tomar banho pq minha bucetinha pingava porra e Enzo voltou a dormir.