Tudo aconteceu naturalmente IV

Click to this video!
Autor

Me chamo Julia e tenho uma vida incestuosa com meu pai a 12 anos tenho 23 anos e sou muito feliz, passei a dormir com meu pai e brincar todas as noite com ele mais ele tinha mede de meter o pau ate o final, dizia que podia me machucar e por isso ficava brincando na porta da minha bucetinha, eu já estava inquieta para receber o pau do meu paizinho todinho na minha bucetinha, por isso decidi que eu ia tomar a iniciativa e acabar com essa virgindade de vez, quando foi a noite que fumos pra cama comecei a chupar sua pica, em seguida sentei a buceta na cara de papai e deixei ele chupar a vontade quando eu estava perto de gozar sai de sua boca e botei a buceta no seu pau e fiquei esfregando e comecei a melar num gozo maravilhoso suspendi o corpo um pouco peguei a pica e embiquei na minha bucetinha e sentei de vez senti um tipi de estalo no fundo e uma ardência fina quis sair mais papai me segurou dizendo não te mexe que já vai passar, papai sabia que eu estava sentindo dor, fiquei parado por uns minutos e sentia o saco de papai na minha bunda, aos pouco papai começou a mexer o quadril e eu também fui me movimentando, aos poucos fui me soltando e fiz um sexo muito gostoso com meu paizinho, mais passei o dia todo dolorida, a noite fomos foder de novo não estava doendo mais ainda sentia uma pequena ardência desconfortável papai gozou e eu não, disse ale que a gente ia esperar minha bucetinha sarar pra gente continuar.
No outro dia a professora passou um trabalho em dupla, e era em sorteio, e nessa brincadeira a Marcinha fez dupla comigo, Marcinha uma menina da minha idade muito bonitinha, acertamos que o trabalho ia ser feito lá em casa, passamos em sua casa e conversamos com sua mãe e explicamos que tinha muita coisa pra gente pesquisa na internet e que Marcinha ia dormir lá em casa. Depois de muitas recomendações de sua mãe fomos para minha casa. Quando chegamos lá apresentei a Marcinha por papai e vi que ele ficou com tesão nela. Estudamos ate umas meia noite no meu quarto só tinha uma cama de solteiro, disse pra Marcinha que ela dormia no meu quarto que eu ia dormir no quarto de papai que a cama era grande, Marcinha me perguntou se eu dormia com meu disse que sim e perguntei se ela não dormia com o dela ela me disse só quando a mãe dela não estava, deixei Marcinha no meu quarto e fui para o quarto de papai, entrei e fui logo dando um beijo na sua boca, só que Marcinha veio atrás de mim e viu a gente se beijando, voltou e me chamou da sala, disse por papai já volto, fui ver o que Marcinha queria ela disse que queria sabonete para tomar banho que não tinha no banheiro e era verdade já que eu usava o banheiro do quarto de papai, Marcinha disse eu vi eu o que? Você se beijando na boca com seu papai, eu disse olha não fala isso pra ninguém, Marcinha disse papai também me beija na boca e me faz uns carinhos gostoso, disse a ela então vem tomar banho no banheiro do quarto do papai lá tá todas as minhas coisas, Marcinha foi meia tímida, ela foi tomar banho e fiquei deitada com papai, quando ela saiu vestindo um shortinho e uma blusinha de dormir eu convidei –a para dormir ali com a gente, Marcinha ficou meu relutante, mais quando papai disse dorme aqui ela simplesmente deitou com a gente, disse ao papai que o pai dela também fazia carinho gostoso nela, e comecei logo a beija papai, ele passou a mão na minha bucetinha e eu passeia mão em Marcinha também, ela estava meio que com vergonha, mais eu disse pai beija ele beija, papai chegou perto de Marcinha que parecia estar apavorada deu um beijo na boca dela e eu passeia mão na bucetinha dele, em seguida tirei o pau de papai pra fora e comecei a punhetar, convidei vamos Marcinha, ela esticou o braço e pegou no pau de papai, eu punhetava e dava beijinho na cabeça, parei e tirei minha roupa ficando nua, e fui tirando a blusa dela também, Marcinha tinha os peitinhos maior que os meus, papai começou a chupar os peitos dela enquanto eu tirava o short e sua calcinha, papai passou a mão na bucetinha dele e pergunta alguém já meteu o pinto aqui, ela abaixou a cabeça e disse o papai bota, então querida vamos brincar disse papai, Marcinha disse que o pai dela tinha recomendado não deixar ninguém fazer o que ele fazia, falei pra ela ele não vai saber, papai foi deitando ele e começou a chupar a bucetinha dela, e em seguida entrou no meu das pernas dela e foi mete o pau eu olhava e Marcinha estava de olhos fechado e papai começou a socar forte e Marcinha ia se mexendo cada vez mais intensamente, papai tirou a pica e gozou na barriga dela, Marcinha se levantou e correu por banheiro, eu aproveitei e passeia chupar o pau dele, quando Marcinha voltou o pau de papai já estava duro de novo. Perguntou o Senhor vai botar no meu cu também, porque o papai bota também, eu disse não senhora agora é minha vez subi no papai e fui logo encaixando sua pica na minha bucetinha, papai disse que era pra mim ficar de cachorrinho e feio por trás e meteu forte em minha bucetinha, gozei gostoso e papai inundou minha bucetinha de sua porra, fomos tomar banho e quando voltamos ficamos uma de um lado e outra do outro e papai ficou fazendo carinhos em nos duas, papai disse Marcinha, chupa meu pau que quero cair no teu cusinho, Marcinha abocanhou o pau de papai com uma habilidade incrível, nessa noite papai comeu o cu de Marcinha eu quis da o meu mais não aguentei. Depois eu conto como eu deu o cu pro papai
Continua