Quando descobri que era “Bi”

Click to this video!

Eu tinha apenas 12 anos quando comecei a sentir tesao, era algo novo e no chuveiro me masturbei pela primeira vez. Fiz isso 2 duas vezes, minha mae me chamou por diversas vezes para eu sair di chuveiro e eu nem dava bola, queria sentir a porra saindo do meu pequeno pau. Depois disso eu comecei a reparar nos meus amigos e ouvir as convesar deles sobre sexo, eu muito timido e reservado nao gostava de ficar falando e muito menos encarando uma menina, mas confesso que gostava de ver e muitas vezes tentava encontar em alguma menina na vila da escola. Me lembro uma vez que uma garota foi vestida com uma calca colada estilo academia e a buceta dela parecia um ovo de tao grande e eu fiquei muito exitado e nao conseguia parar de olhar e em uma brincadeira eu pedi desafio e meu amigo disse para passar a mao na bunda dela, as meninas eram bem aafadinhas e eu fui chegando perto e nao resisti, fui logo enchendo a minha mao com a bucetinha dela, era bem quente, macia e definitivamente eu queria experimentar…Meu amigo nao se conformava, as meninas sairam correndo e a brincadeira parou por ai, meu amigo e os outros meninos nao parava de me zuar, dizia que estavam de pau duro por que eles tambem tinham vontade, eu e o junior eram os unicos de calca jeans entao disfarcava o pau duraço na cueca, meu amigo Joao e o outro que eu nao conhecia estavam de bermuda e o volume aparecia nitidamente e eu disse que o pau deles eram de bebe ainda, nem osso tinha e a brincadeira no recreio ia ficando mais picante mas fomos interompidos pelo sino e tivemos que ir para a fila e acabei ficando proximo da Barbara, que dava pra ver tinha chorado de vergonha, eu chegou no canto e falei no ouvido dela
-Desculpa por hoje, nao resisti.
Ela ficou arrepiada e se afastou, no outro dia a historia era assunto na sala e no final das contas descobri que ela tinha gostado, aposto que bateu um siririca pensando na minha mae em sua bucetinha, as meninas so se fazem de santa. Eu comecei a ficar mais com os mulekes, eles nunca brincavam comigo exceto o joao,, muitas vezes e chamavam de viadinho e eu me sentia mal porque nunca tinha dado razao…na verdade de tanto ouvir acabava me sentindo uma bichinha, mas nao por sentir prazer em homem, sei la porque, as vezes acreditamos naquilo que escutamos.
Comecei a perceber que no fundo eu amava bucetas, quando viu o filme porno do meu pai e aparecia uma mulher empinando a bunda apoida no sofa e a buceta gorda de fora eu ja gosava antes do macho chegar nela…mas pra frente um tempo foi passando e eu nao tive relacoes com nenhuma garota eu acabei me vendo gostando do volume na cueca dos caras, principalmente quando pasava programa na tv que os homens ficavam de sunga para desfilar eu observava quanto um pau poderia ser grande. Um dia vi um video de estupro e o cara pegava uma mulher na rua e ja ia tirando o pau pra fora era tao grande e achei bonito e fiquei com o pau na cabeca.
Eu sempre voltava da escola de pe, pois eram 10 minutos caminhando, e pensando no cara seguindo a mulher eu olhava pra tras e nao tinha ninguem, mas imagina sendo perseguido por aquele homem, no dia seguinte fui com uma bermudinha para a educacao fisica que deixava meu pequeno pau marcado e minha bunda redondinha, meu amigos me zuava e eu gostava tanto, no banheiro a zuera ficava mais pesada…
– Ei eu vim assim para a Barbara pegar no meu pau
– Duvido q ela tem coragem
– Chama ela e vamos ver
Nisso eles botaram pilha e na hora de sair meu amigo Joao passou a mao na minha bundinha e disse, mas sua bunda tbm ta bem apertadinha…nos todos estavamos a flor da pele, doido por meter e essas palavras me deixou exitado e tive que ficar no banheiro, porque nao dava pra disfarcar.
Quando tudo estav normal fui sair e dou de cara com meua amigos e as meninas e eu fiquei envergonhado.
– O que voce quer? Disse a barbara mei nervosa
– Quer namorar comigo? Falei do nada
E pior ela aceitou saiu correndo com as outras meninas, depois me contaram que elas estavam combinando que dia iamos nos beijar..deixei pra la e deixei as coisas acontecer.
Fui embora pra casa e comecei a pensar na bucetinha da barbara e logo me veio o pau imenso do cara e a ideia de encontrar um me seguindo me deixava doido…o maximo que chego perto de um pau e o do meu tio que sempre me coloca pra sentar no seu colo no carro, isso me deixava irritavo porque eu se mexia muito e encontava o peru pequeno em mim ate entao nao senti prazer.
Antes de chegar em casa poucas ruas um homem virou e foi vindo atras de mim, eu nao sei no que me deu, passei levemente a mao na minha bunda que estava colada na bermuta e dei uma apertadinha e virei pra olhar pro homem e ele me viu, pouco depois abaixei e fingi amarrar o tenis com a bunda empinada, eu sabia que homens tinha desejo por cuzinho, ele passou por mim e me encarou, deveria ter uns 30 anos, quando voltei a andar ele diminuiu os passos acho que queria que eu fosse na frente pra me olhar de novo…eu mais que de pressa passei e na hora que fui passando tinha uma calcada quebrada e eu cai no chao e meus cadernos foram para longe. Ele me ajudou pegou meus cadernos e em seguida me levandou apoiando uma mao em meu braco e outra na sintura, eu gelei, e fiquei exitadão…
– Voce le gibis?
– Sim adoro, mas so tenho 2
– tenho uma pequena colecao, se quiser ver algum dia
– Seria um maximo.
– Mora aqui perto?
– Sim na rua de cima
– eu Moro aqui
Nos estavamos de frente pra casa dele e ele me convenceu a entrar e me mostrar a colecao, era uma estante linda, fiquei de costa pra ele tentando escolher um para folhear e eu percebia que ele nao parava de encarar minha bunda e se aproximou e ficou bem perto, dava pra sentir sua respiracao mas nqo encostou um dedo em mim. Me disse para levar esse e eu disse que iria ler e amanha eu ja devolveria …asssim ficamos combinados, mas ele me mandou embora pois meus pais poderiam estranhar minha demora…
– ta na hora de ir pra casa seu pivete, seus pais vao ficar preocupados. Me deu um tapa na bunda me levando pra fora…Isso me deixou estaziado, parecia que morava sozinho e nao tinha muita companhia…vou continuar a historia e dizer o que conteceu entre nos, porque nunca parei de ler seus gibis….continuaaa