Priminha gostosa

Click to this video!

Olá, esse conto que venho a relatar é verídico. Aconteceu esses dias. Meu nome é Fernando (todos os nomes serão fictícios), tenho meus 15 anos e minha prima Paula, tem 7 anos. Paula é uma garotinha muito lindinha, perninhas torneadas, uma bunda avantajada pra sua idade, que me deixa de pau duro sempre quando vejo. Enfim, ela quando crescer, vai virar uma garota mt gostosa e eu vou comer ela, certeza. Vamos pro relato…

Eu estava em casa, como de costume, só com o shorts do pijama, sem cueca nem nada. E meu irmão, Henrique de 7 anos estava na sala assistindo tv, depois que eu dei almoço para ele. Nós moramos no mesmo quintal que minha avó. E junto com minha avó, mora minha tia e minhas primas, especialmente a Paula.

Estava lavando a louça pra deixar a cozinha arrumada quando vejo Paula entrando pela porta, ela me abraça e vai para sala brincar com o Henrique. Até aí tudo bem, nada de mais.

Estava no meu quarto, isso era umas 15:40 quando me dá uma vontade de ver o que eles estão fazendo. Ao entrar na sala, vejo Paula cavalgando no colo do Henrique, na hora já me deu uma coisa, fazendo meu pau ficar duro. Eu, como um “exemplo” de primo, protegi ela e fiz Henrique ir pro quarto, ficar de castigo. Nisso eu chamo a Paula pra ir no meu quarto e penso “É hoje que eu pego ela!”.

Eu entro, espero ela entrar e fecho a porta, nisso, eu pergunto pra ela o que os dois tavão fazendo, ela começa a se explicar toda desesperada. Eu falo pra ela se acalmar e me explicar como tudo começou…

Ela disse que Henrique tinha tido a ideia deles brincarem de “namorados”, eu fiquei perplexo com aquilo. Um garoto de 6 anos, Já tem esses pensamentos. Quando eu tinha a idade dele, eu só pensava em chutar as garotas e jogar futebol, mas esse moleque tem futuro.

Ela começa a chorar, nisso faço a mesma sentar no meu colo, ela senta e eu a abraço falando que nada vai acontecer, só se ela fizer o que eu mandar, ela diz que sim.

Então eu pego as perninhas dela, faço ela se prender a mim e digo “Me abrace com as pernas, mas bem forte”, ela pega e, sem saber de nada, começa a pressionar sua xotinha contra meu pau, eu num tezao maldito, tiro ela do meu colo e faço ela ficar de pé. Deito na minha cama e faço ela deitar em cima de mim, digo para ela apertar de novo, nisso ela começa a dar umas reboladas sobre meu pau, me deixando louco. Começo a fazer movimentos de penetração, sobre a calcinha dela e ela rebolando mais e mais, até que a safadinha começa a se contorcer em cima de mim, me abraçando e respirando forte. Eu passo a mão por cima da calcinha e sinto ela bem molhadinha. Me deu um tesão, eu coloquei minha mão por dentro da calcinha e comecei a pegar sua bundinha macia. E ela rebolando e gemendo sobre meu pau.

Eu tava pensando em tentar colocar meu pau nela, mas ela ta mt novinha, vou deixar ela crescer mais um pouco e continuar com essas brincadeiras.

Quando ela parou de gemer eu perguntei se tinha gostado, ela não tinha nem forças pra dizer alguma coisa, nem balançar a cabeça a coitada conseguia.

Depois eu comecei a chupar a bucetinha dela e ela só gemendo, quando escuto “Paula, vem pra casa agora!”, Parei tudo que eu tava fazendo e arrumei ela e disse “Não conta pra ninguém, se não você nunca mais vai ver o Henrique, entendeu?” Ela balançou a cabeça dizendo que sim e foi embora.

Bati uma punheta, pensando em nosso momento juntos e até hoje, essa foi a melhor gozada que eu dei na minha vida. Bom é isso, espero que tenham gostado.

Eu sou grande fã dos contos incestuosos do site, e decidi tentar e deu certo :)!! Mt obrigado a você que escrevem esses tipos de conto, se n fosse vocês eu n teria tido essa maravilhosa experiência… até a próxima 🙂 !!!