Presente de papai noel

Click to this video!

Este relato aconteceu na festa do natal semana passada, fomos passar a noite na casa de um casal amigo, logo que chegamos fomos apresentados a varias pessoas e logo o papo fluia, e nosso anfitrião elogiava a minha mulher, que estava linda e deliciosa, uima bela mulher de 42 anos, com seu vestido novo verde transpassado e com um decote generoso, mostrava as curvas abundanters daquele corpo, logo que saimos do hotel me falava que eu teria um a supresa, e ela me mostra, pois assim que sentou seu vestido transpassado se abria e a fenda mostrava sua coxas grossas, e ela me mostra que tinha ido sem calcinha, eu em pé admirava aquela delicia e a cada cruzada de pernas ela mostrava sua buceta para mim, falo em seu ouvido que ela estava espetacular e ela fala que se eu deixasse queria mostrar a buceta para para varias pessoas e se sentir desejada por estranhos, no auge do tesão a libero e ela assim o faz, ela senta em um banco alto e crua e descruza as pernas, logo varios homens percebem o show, ela se exita e eu mais ainda, ela bebe alem do normal e fica muito alegre, eu sentado ela se curva em cima de mim e seus seios saltam fora do decote, eu sem me preocupar, tiro os seios do vestido e abocanho seus bicos duros, ela da um gritinho de susto e de tesão e fala que eu era louco, recolho os seios e fomos dançar .
Muita festa a meia noite e ela vai bebendo, e la pela duas da manha saimos da festa, passamos pelo centro de São Paulo deserto naquela hora, e ela muito alterada pede que eu pare, achei que estava passando mal, mas ela me mostra que estava tudo bem, e fala que queria caminhar, ela me pede que volte ao carro e apenas observe, estava-mos ao lado do teatro municipal, ela solta o laço do vestido e ele se abre, mostrando a beleza que era, ela afasta o tecido e o segura e mostra seus seios deliciosos, e sua buceta depilada, ela se assusta quando percebe que um morador de rua dorme próximo, e eu vou até ela, ele continua deitado e muito bebado, e eu falo que ela dê um presente de natal a ele deixando ele a ver nua, ela então se vira para ele e abre novamente o vestido, o cara arregala os olhos não acreditando, mas ele fica doido quando ela apoia a perna em uma muretinha e arreganha a buceta molhadinha, ele grita chamando ela de cavala tesuda e que queria sentir o cheiro da buceta, ela logo fala que não ia deixar ele tocar na buceta dela com aquelas mãos, então eu coloco dois dedos dentro dela e ela geme alto quando a toco e tirando vejo eles babados e perfumados e faço ele sentir o aroma ele nesse momento ja estava com o pau fora da calça e começa a se masturbar, voltamos para o carro e saimos rapido de lá, mas ela estava alucinada de tesão, falava que se sentia uma puta, voltamos para o hotel e ela amarra o vestido mas no limite deixando o decote muito profundo, subimos mas ela me fãz entrar no quarto e depois de instantes ela bate na porta, quando abro ela pergunta se eu ia querer uma puta naquela noite e abrindo o vestido me mostra o corpo, faço ela entrar e a jogo na cama e caio de boca naquela buceta, sinto ela melada de tesão e tocando em seu clitoris arranco pequenos gemidos e gritos e ela me avisa que ia gozar, seu mel doce entra na minha boca, e no final do seu gozo a penetro, arranco um grito e sinto sua buceta se abrindo para me receber, ela enlouquece, e fala que eu a estava estuprando, eu estava rasgando sua buceta, e gemia alto, e fala que eu a foda com força, ela mejoga deitado na cama e sobe em mim meu pau entra todo dentro dela até o fundo e ela geme mais ainda, ela rebola em cima do pau como uma puta faria, e fala que logo ia gozar e pede que eu goze junto com ela, ela salta em cima de mim e quando avisa que o gozo chegou sinto o meu tambem e gozamos juntos.
Fico dentro dela até que meu pinto escorrega de dentro dela, e ela se joga quase desmaiada em um sono profundo e toda melada do nosso gozo e apagamos.