lembranças da infância

Click to this video!

AVISO: POR ENGANO PUBLICAMOS OUTRO CONTO NO LUGAR DESSE. AGORA ESTAMOS PUBLICANDO O CONTO QUE CORRESPONDE AO TITULO.

Bom amigos leitores hoje eu vou contar minha história a voces. Me chamo Renata tenho 30 anos, tenho uma vida razoavelmente boa, mas nem sempre foi assim. Meu pai nunca conheci e minha mãe uma alcoolatra irrecuperavel, eu vivia com ela e as pessoas com pena me davam comida principalmente os homens, rsrs, ñ esqueço do dia com 7 anos eu encontrei o cara que viria mudar toda minha vida.
Vivia na maioria das vezes de vestidinho encardido e sem calcinha quando indo a caminho do banheiro o Norbeto me parou e perguntou do meu pai disse a ele que ñ conhecia e ele perguntou se eu tava com fome, respondi que sim ele disse va no banheiro volte sem calcinha que o tio lhe da aqueles ovos coloridos lá fora eu fui toda feliz quando acabei de fazer xixi fui la pra fora como ele mandou, mal sabia ele que ja andava sem calcinha, mal sabia eu o que ia fazer pra comer aqueles ovos.
Chegando lá fora ele disse tome linda eu comi feito uma esfomeada ele esperou calmamente quando eu acabei ele disse agora agradece o tio eu obrigada ele assim ñ chega mais perto, quando cheguei ele meteu o dedo na minha buceta, ñ enfiou mas ficou fazendo um carinho gostoso. Nisso foi ficando gostoso ainda abri as perninhas mais pra facilitar o carinho. Ele que putinha boa vou cuidar de vc. E parou por aí. No dia seguinte quando minha mãe e eu chegamos eu já vi ele. Ele chamou minha mãe pra conversar ficaram lá um bom tempo quando ela volta ta de mãos dadas com ele e diz esse é seu novo pai. Fiquei feliz por ter finalmente um pai. Nesse dia me lembro que minha mãe precisou sair carregada do bar de tao bebada que ela ficou e meu novo pai foi levar agente em casa. Ela roncava e ele aproveitou pra ficar por ali ele sentou no sofá e falou vem aqui vem eu bestinha fui ele começou aquele carinho gostoso que me deixou molinha de uma hora pra outra só lembro de ta com o pauzinho dele na boca chupei, babei sei que aproveitei até ele gozar na minha boca e ele ficar alizando minha cabeça dizendo que as coisas iam mudar naquela casa. E de fato mudou…