Eu o pedreiro e meu pai

Click to this video!

Oi pessoal!!! Como recebi muitos e-mail me cobrando o final da minha historia volto a narrar pra vcs outras sacanagens que fiz.Bem minha mãe tinha uma loja em tres Lgoas e ela viajava pra comprar mercadorías no Paraguai e como meu pai é caminhoneiro eu ficava com ele as vezes viajava quando estava de férias.
Minha mãe viajou e eu fiquei com meu pai ele tinha como esperar ela votar já que o
caminhão é dele msm. houve um vazamento de gas e meu pai chamou o Zéh já era noitin-ha.Logo o Zéh chegou e eles acharam o problema e decidiram assar uma carne e tomar
umas cervejas.Meu pai saíu a pé pra buscar a cerveja e o Zéh não perdeu tempo foi logo
me pegando no colo e me beijando enfiando aquela língua enorme na minha boca que
até me sufocava. A lingua dele é do tamanho do meu dedo indicador naquela época fora
da boca.Quando ele passava aquela língua no meu corpitio parecía que era um boi que
estava me lambendo.Eu ouvía meu pai falar pra ele:-
Ehhh! Zéh,…Eu tenho uma inveja da sua língua !,…Minha mãe inocente uma vez per-
guntou:-
-Porque?
-Ele disse:-
-Mostra sua língua pra ela Zéh? Ele mostrou e ela ficou um tempinho em choque e
saíu morrendo de dar risada.E eu pensando comigo:-Eles nem imagina quem já conhe
ce essa língua ! Bem voltando no assunto o Zéh me deu aquele amaço e me lambeu toda
minha bucetinha parecia que tinha fogo e meu cuzinho piscando,quando um fechava a
outra abria.Quando eu me agchei na frente do Zéh pronta pra abocanhar aquela piroca
meu pai aprece de volta falando:- Tava fechado aquela merda vou vim pegar o carro.
Quando meu pai pegou a chave e virou pra sair eu já notei o volume no calção dele.
disfarcei que estava procurando alguma coisa no chão e meu pai perguntou:-
-Procurando alguma cois filha? O Zéh disse:-
-Essa espivitadinha derrubou um anelzinho de borracha de minha mão!Meu pai saíu
falando:-
-Essa é minha filhinha!Voltei a me encendiar d´novo e abracei o Zéh me pegou no colo me beijando na boca, me cllocou no sofá e disse:-
-Deixa eu trabalhar pirigosinha!E voltou pra fazer o serviço.Eu me levantei e fiquei alí de pé com os braços cruzados emburrada, então eu perguntei:-Porque me chamou
daquilo:-
-Daquilo o que?
-Pirigosinha!
Ha,ha,ha,ha,! Ele deu uma gargalhda e disse:-
-Porque vc me faz fazer besteira! Ouvimos obarulho do motor,era meu pai chegando.
Continuei com a cara amarrada que meu pai logo notou e perguntou me dando um beijo:-
-Porque tah brava meu amorzinho?
-Porque não ajudei ela procurar a péça!Respondeu o Zéh.
-Hiii,…hiiii,…Toooma ! Deu um gritinho e respondeu meu pai com deboxe.
Oh! a cerveja tah gelada Zéh ! Já vou carcah logo uma que eu sou rumminn ! Ce Kéh
uma?
-Dah logo uma aeh ! Respondeu o Zéh.Meu pai foi acender a churrasquiera e eu fui pro banho.Vestí um pijaminha de dormír curto e sem calcinha por baixo e fui me ajuntar a eles que já estavam bebericando e perguntei:-
-Papai trouxe refrí?
-Puuuuta merda,… me esquecí!!! Respondeu ele.Eu dei um sorrisinho poi, sabía que ele estava brincando e ele perguntou:-
-Qual o refrí que meu amorzinho gosta msm,…?
-Sprit vc sabe! Eu respondí.
-O papai vai buscar! Ele foi até a geladeira e voltou com uma latinha de sprit e me entregou dizendo:-
-É dessa ? Ha,ha,ha,ha,…!
-Vacilão do jeito que vc é,…Eu achei que tinha esquecido msm! Disse o Zéh.
-Meu pai nunca esquece e ele não é vacilão! tratei de fazer uma média com meu pai.
-Toooma aeh vacilão!Valeu filhinha !!!Disse meu pai.
-Eu quería ter uma filha dessa!disse o Zéh.
-Isso é pra home rapaz!
-Mais é pra home msm,…Pra vc é que não é,…!Eles deram uma gargalhada.Eu fui e sentei no coo do meu pai e ele me apertou contra o peito e me beijou encima dos olhos.
Eu amo essa bonequinha linda!Deixa o papai ver a carne? Eu me levantei ele me deu um tapinha na bunda o meu cuzinho piscou,eu fui sentar no colo do Zéh.Ele colocou a mã na minha barriga, quahdo meu pai virava pra churrasqueira ele decia mais pra baixo e com o dedo mindinho ele dava uma manipulada no meu grilinho.Aquilo me acendeu um fogo por dentro meu cuzinho e minha bucetinha começaram a piscar,eu me inclinava o tempo todo disfarçando que coçava o pé,só pra me esfregar no colo do Zéh.
Eu sabía que meu pai percebeu minha safadeza poi, ele começou a gaguejar e quan-
-do ele levantou pra ver a carne, eu notei o volume no calção dele.Eu me ecitava ainda
mais por ver meu pai ecitado com minha putaría,…kkkkkkk,…
Quando os dois começaram falar de futebol, eu já sabia que estavam quase ou be-
-bado,então eu comecei roubar da cerveja deles.Quando eu sentí o pau duro do Zéh no
meu reguinho, eu enclinava pra tras no ombro dele e em seguida coçava os pés.Com meu cuzinho e minha bucetiinha enxarcada eu sentindo aquele pau duro roçando por
todo meu reguinho,de tanto eu me mexer, o pau dele tava tão duro que a cabeçe saí
pra fora do calção e encichou bem na entrada do buraquinho da minha bucetinha e só
não entrou porque o pijaminha não deixou..Ele começou chacualhar as pernas me fazendo galope curtinho, me apoiei com as mãos nos joelhos pra conter os tremores kí
eu sentia.Notei que meu pai dava olhadas de rabo de olho e disfarçava fazendo pergun-
tas de futebol pro Zéh,que agora era quem respondia gaguejando,…kkkkkkk!!!
Meu pai ficou de pé ao lado, fazendo perguntas gaguejando,o Zéh repondía gaguejando tbm, eu olhei e ví o calção do meu pai subindo e descendo o pau dele de taõ duro latejando.Eu já estava meio tonta dos goles de cerveja que bebí e de tudo aquilo, estremecí e joguei a cabeça pra tras no ombro do Zéh deixando escapar um ge-
-mido.Meu pai vendo aquilo de tão ecitado acho que gozou,ele só disse vou no banhei-
-ro e saíu em passos rapdos,o Zéh imediatamente meteu a mão direita por dentro do meu pijaminha e enfiou um dedo no meu cuzinho que já tava lubrificado com o caldinho
da minha xoxota e com odedo polegar manipulava o meu grilinho..com a minha perna
direita estava por cima do braço direito dele e eu de costas na coxa esquerda, pude abrir as perninhas dei um gemido longo e sufocado e desfaleci.
O Zéh me ajeitou de atravessado no colo e meu pai já voltava do banheiro e disse:-
-Eita já dormíu?
-Ela tah com cheiro de cerveja,…Disse o Zéh.
-Não acredito e veio cheirar minha boca,…
-Mais que menina danadinha! Exclamou ele!!!
-Vai ser pingaiada igual ao pai! Disse o Zéh.
-Tah amarrada essa obra,…!!!E deram uma gargalhada.Meu pai me tomou no colo e
disse vem cá meu trocinho levado, o papai vai dar uma chuveirada em vc,…Dah um tempo aeh Zéh!!! A essa altura eu já tinha recobrado um poko as forçasmas, fingi estar
msm bebada.
-Ele foi pra me colocar no chuveiro de pijama mas, eu disse:-
-Ah não papai!Tira meu pijama???
-Tah bom o papai tira.Eu me apoiei com o braço em volto ao pescoço dele enquanto
ele decia meu pijama.Quando o pijama passou pels meus pés ele ficou olhando no fun-
dinho molhado quando ele tirou a parte de cima, eu olhei no pau dele e já estava duro
e latejando.Eu me escorei com as duas mãos na parede como numa revista policial e ele
ligou a duchinha e molhou por um tempo ai disse:-
-se segura que eu vou pegar a toalha.
-Ahh,…Não,…Papai!!!Voce não vai me ensaboar???Eu toh toda cheirando fumaça!
-Eu não sentia o sabonete mais só a ponta dos dedos dele deslizando pelo meu cor-
pinho.Ele ensaboou o meu corpo todo menos minha bucetinha e meu cuzinho. Quando
ele foi pegar a ducha eu disse:-
-Papai vc não faz as coisas direito!!!A mamãe disse que tem que lavar bem a xoxota
e o anelzinho do bumbum pra não pegar baquitéria e não é com esse sabonete é com
sabonete intimo.Ele sem dizer uma palavra,pegou o sabnete íntimo colocou numa das mãos e começou passar.Meu pai tremía mais que eu e quando as mãos tremulas dele
deslizou na minha bucetinha,eu estremeci tanto que meus joelhos dobraram e eu quase caí.Ele me apoiou com o braço esquerdo e disse:-
-Segura peão!!! Com uma voz tremula e embargada.Ele levantou-se pra pegar mais
sabonete e eu ví o volume no seu calção as mãos tremulas que quase não continha o
sabonete.Eu com as pernas abertas ele derramou o sabonete no meu reguinho pois a
mão esquerda na minha barriga e não dizia uma palavra, só tremía e respirava ofegante.
-Ele dsceu com o dedo maior no meu reguinho que passou superficialmente pelo meu cuzinho mas,entre os labios da minha bucetinha atolando no buraquinho que eu dei um pulinho pra cima.
-Desculpa filha!Disse ele.
-Não foi nada papai!Qando ele foi pra pegar a ducha,eu disse:-
-Papai, a mamãe disse que a higiene no bumbum tem que ser profunda.
-Como assim filha?
-Com o dedo papai!!! Tem que enfiar o dedo!!!
-A sua mãe falou isso???Perguntou gaguejando com a voz tremula e terrívelmente es-
pantado.(Mas,…Tudo mentira uma amiga minha que havía me contado que sua mãe lhe
dava banho assim e falava essas palavras,…).
Ele levantou-se pra pegar o sabnete líqueido,passou o rosto dentro dos braços entre
o ante-braço e o bícepi, respirou mais fundo, se encheu de coragem,com as mãos tre-
-mulas pegou o sabonete liquido com a esquerda e despejando na direita e veio.(Ele parecia estar mais espantado com oque ouvíu a respeito de minha mãe,…Do que de fato
estava acontecendo.)Ele colocu a mão esquerda em minha barriga e sentíu eu estremecer e perguntou:-Tah tudo bem filha?
-Tah papai!Não sei se de proposito mas,um dedo da mão esquerda tocou meu grilinho e ele derramou o sabonete no meu reguinho, desceu com o dedo maior no meu
reguinho e foi enfiando em movimentos circulares enquanto eu estreneci e deixei escapar um gemido:- A,…Ai,…Papai!
-Doeu filha?Perguntou ele assustado, Eu estremecia tanto que não pude respnder.Ele então disse:-
Tah bom néh?( Ele disse no sentido de ter feito a higiene,…Mas,.. Eu entendi no sentido dèu tah gostando e respondí:-Tah gostoso,…!!!kkkkkk)Ele foi tirando o dedo bem devagarinho,eu parecia que esta fazendo cocô)Então ele pegou a duchinha me molhou toda novamente,mandou que eu ficasse de costa na parede,parou aducha na
minha xoxota e massageou dessa vez eu já sentí que ele fez com gosto,depois me virou, parou a ducha no meu bumbum e enfiou o dedo de novo eu dei outro gemido mas, dessavez ele não demonstrou se proecupar e continuou enfiando em movimento
circulatorio.Eu abrí um poko mais as pernas e impinei o rabinho pra tras como se dissece,…Mete o dedo papai!!!
Ele foi tirando devagarinho e me surpreendeu quando enfiou tudo de volta novame-
-te, eu dei um gemido alto estremecendo,…Ele foi tirando novamente e socou tudo d´novo,…Aí ele parece que perdeu a linha e não dizia uma palavra e foi fazendo rapdo e
eu urrando e gemendo de prazer,eu comecei a dar uns gritão de puta mesmo:-
Ahhhh,…ahhhh,…ahhhj!!! Aí então ele parou e foi tirando bem devagarinho.Depois foi
pegou a toalha me pegou no colo e me levou pro meu quarto e me colocou na cama de atravessado.Meu cuzinho piscava e ardia das dedadas que tinha tomado e minha bucetinha, piscava e coçava, querendo tomar umas dedadas do papai tambem.Eu deita-
-da de perninhas abertas em posição de parto,levei a mão e esfregava e falava:Tah coçando papai,…Tah coçando,…Tah coçando muito!!!Eu falava de olhos feichados mais,
quando abrí os olhos ele estava olhando pra minha buctinha e com o pau duro.
Ví ele caminhando pra minha direção e pensei:-Agora ele fode minha bucetinha.Más, derrepente eu sinto a língua quente dele na minha buceta, abrí os olhos pra ter certeza
e ví o Zéh alí de pé a dois passos assístindo tudo.
Aí eu enlouquecí de uma vez e meu pai chupava minha bucetinha como se fosse devorar,chupava meu grilinho, como se quisesse engolír.Meu pai me segurava com pela
cintura, com polegar me apertando as trompas e eu urrava,gemia,choramingava num
num estremecimento que só quem já sentíu, que sabe doque estou falando.
Eu deu o ultimo urro e desfaleci quase inconciente.Mas, dava pra ver a preocupação do meu pai, pensando que tinha me matado,…Mais foi por poko!!! Ele me ajeitou na cama, ficou um tempo me olhando assustado,os corpos eu via mais ou menos,.. Mas os
rosto eu só vía o vulto.
Meu pai levantou-se quando ele virou ele tomou um puta susto!!! Eu rí por dentro pois não tinha forças pra rír,…
Puuuutaaa,..que paríu,… Zéh!!! Que susto desgraçado,…Eu até me esquecí de voce,…
Eu preciso de uma cerveja,…Eu desfalecí num sono profundo e foi as ultimas coisas da-
quele dia,…

Bem pessoal,…Antes de ter que se justificar para alguns comentarios de pessoas que não acreditam esta historia é real.Para outros que acham estranho esses compor
tamentos na família e que isso é coisa de gente mesquinha.Eu vou apresentar as pes-
-soas nesse ralato:-
O meu pai é caminhneiro por opção propria,ele era administratívo de uma grande
transportadora.saíu de lá com muitas propostas até melhores mas,decidiu comprar
um caminhão e é brincalháo,sem preconceitos nenhum.Minha mãe era e ainda é pro-
-fessora,hoje trabalha na rede publica. Minha irmã mais velha é atrís,pianísta e cantora.
O Zéh um homem de um sorríso líndo,gentil,que conquista até os inimigo.(Meu pai que falava isso)Ele não é um simples pedreiro,já trabalhou no Iraque e nos EStados U-nidos, fala Ingles e Espanhol fluente.E adoro ele.
Eu sou Cintia a putinha que vos relata!!! Pra quem me manda ír estudar,…Eu estudo
teatro,Ingles e Espanhol.Estou no sexto-ano e não estou mais avançada,porque o MEC
não permíte.Não me arrependo de nada do que fíz.No proximo relato eu vou contar pra
voces. (QUEM RANCOU MEU CABACINHO), Ah,…e eu tenho só 11 anos víu!!!
BEIJO!!!