BerndardoB – Exibicionismo com a madrinha deu em sexo!

Click to this video!

Meu nome é Bernardo, tenho 17 anos, bissexual, tenho várias fantasias como minha prima e essa que vou contar, o exibicionismo…como não posso fazer em casa, tinha pensado em fazer com a minha madrinha de 40 anos que mora sozinha, estilo MILF, peitões, bundona, luzes no cabelo e rosto quase sem rugas. Enfim, cheguei eu na casa dela e, como de costume, fui tomar banho, porque o caminho do ponto até a casa dela tem cerca de meio quilômetro. Cheguei, cumprimentei ela e deixei a bolsa na cozinha de propósito, não peguei a toalha também de propósito, fui pra suíte de hóspedes e tirei toda a roupa, o apartamento não é grande, só tem essas duas suítes no fundo, a sala é logo na entrada, a cozinha depois, entre os dois tem um corredor que dá pra as suítes e o banheiro. Enfim, depois que fiquei pelado, encostei a porta e fui tomar banho, deixei a porta do banheiro aberta, quando acabei, pedi a toalha pra ela, ela veio me entregar no banheiro, quando entrou no quarto, me viu nu parou de repente com a toalha na mão, meu pau foi endurecendo e eu escondi a cabeça e parte do corpo com a mão direita contra a coxa direita, ela parou e ficou me olhando por uns dois segundos até que eu disse “obrigado, madrinha” e peguei a toalha com a mão esquerda, virei de costas e comecei a enxugar a cabeça, ela continuava lá, quando comecei a enxugar o rosto, eu virei de frente e ela estava sentada de perna cruzada, ela deu outra olhada no meu pau que estava 100% duro, então eu perguntei por que ela ainda estava ali, ela disse que queria falar comigo, sentei ainda nu do lado dela:
-Pois fale… – disse eu.
-Não, não é nada demais, só queria dizer que acho legal a nossa relação estar mais íntima agora…
-Hum…tu quer dizer eu ficar pelado na tua frente?
-Sim, isso e mais coisas.
-Eu sempre quis essa liberdade com uma pessoa, ainda mais alguém próximo como você, eu adoro ficar pelado, mas achava que minha mãe e meu pai iam ficar tirando sarro da minha cara…
-Ah, por isso…
-Pois é, quando vi que você não ia fazer isso, bom, pode ver que to bem à vontade.
-Beeem à vontade né, Bernardo?! – ela disse isso apontando pro meu pau!!
-Hahaha, sim…Rita, eu queria perguntar se eu posso ficar pelado enquanto tiver aqui, e se você poderia deixar essa minha vontade entre nós…
-Claro, Bernardo! – ela disse isso se levantando – é até bom porque eu também tenho esse costume… – ela disse isso levantando a blusa bem na minha frente – …agora que a gente sabe que compartilhamos do mesmo gosto, vai ser bem melhor! – ela depois tirou a calça, o sutiã e a calcinha, bem na minha frente!! Eu fiquei sem reação, até que ela disse – por que tu ainda tá duro?
-Não sei bem…s-sei lá, você aí, nua, é a primeira vez que vejo uma mulher assim…
-Oooh meu Deus, que fofo! Vem! – ela me pegou pela mão e foi me puxando pra sala
-Que foi, madrinha?
-Nada, vamos ficar nus o dia todo, vamos assistir TV pra ver se você se acostuma. – fomos pra sala, ela deitou abraçada comigo, ela atrás e eu na frente, quando me deitei, logo senti os peitos dela nas minhas costas, a boceta dela encostando em mim…foi uma delícia aquela posição, ela ligou a TV e deitou minha cabeça no braço direito dela e me envolveu com o braço esquerdo, ficou passando a mão na minha barba que não tarda à crescer, descia pro peito, pra barriga…mas subia de novo, só passava perto da virilha – Pronto, agora tenta relaxar, Bernardo – depois de uns vinte minutos assim, ela deve ter notado que eu não amolecia, ela começou a fazer cafuné…não adiantou também, até que ela disse – Bernardo…
-Oi, madrinha…
-Eu to começando a achar que isso daí não é por causa da situação…ou por causa dessa sua vontade de liberdade e intimidade…
-Como assim, madrinha?
-Acho que essa sua “vontade” tá mais pra uma tara, uma fantasia.
-Ah…pode ser isso… – sentei e olhei pra ela e disse – eaí…?
-Bom, nesse caso, tu só vai se aliviar quando se masturbar. – fiquei surpreso com toda aquela situação, minha madrinha, nua falando em masturbação pra mim, que também estava nu. – quer ir agora?
-Eu vou, eu vou…posso fazer no meu quarto?
-Pode, lá você acha mais confortável?
-Num é nem pelo conforto, madrinha, é pela privacidade, né?
-Ué, se for por isso, faz aqui mesmo.
-Como assim, aqui? N-na sua frente?
-É, algum problema?
-Não mas…ai…não sei, madrinha…
-Vai, pode começar, vou até colocar num canal pornô aqui pra ajudar…
-Não precisa, pode desligar a TV.
-Hum, ok, você que sabe, Bernardo.
-Não preciso de pornô, só o silêncio da noite, eu escorado em você e na sua…
-Buceta…?
-É…você deitada, nua, me olhando bem de perto, nós nos exibindo um pro outro…toda essa situação já é excitante suficiente, madrinha Rita…
-Ui! Ver você falando assim também tá me deixando quente! – ela disse isso “se abanando” com a mão.
Eu comecei muito tímido, pegando no meu pau e acariciando bem devagar, comecei a subir e descer com a mão, cada vez mais rápido, nessa hora, ela pegou no peito e começou a massagear com a mão esquerda, um pouco depois, eu fechei os olhos e olhei pra cima apertando os lábios de tesão que eu tava, nessa hora, ela começou a se masturbar com a mão direita, nesse frenesi, eu me levantei e ajoelhei em frente ao sofá, ela, na mesma velocidade que eu me ajoelhei, se sentou de pernas abertas na minha frente, agarrou a minha nuca e enfiou minha cara na sua boceta, ela era linda, com cabelinhos na medida certa, os lábios da cor da pele dela, e no interior, bem rosadinha, o grelinho era perfeito também, nada grande ou extravagante, mas delicado e bonitinho, era bem estufadinha também, enfim, linda! Eu chupei por não sei por quanto tempo, ela gemia alto, eu enfiava dois dedos e siriricava de vez em quando, o que levava ela à loucura, ela se contorcia toda no sofá, apertando minha cabeça, quando ela gozou, ela ficou batendo a boceta na minha cara e gritando:
-Iiiisso Bernardo!!! Aaaah!!!!!
Terminou com ela me segurando contra a boceta e de cabeça baixa, respirando cada vez mais lentamente, até que ela tirou minha cara de lá e ficou me beijando, um bejio quente e demorado, ela me abraçou e me levantou me sentando em seu colo, nos beijamos e fomos nos deitar na cama dela pra encerrar a noite…

Continua…

~Abraços, BernardoB