Chorando no Pau

Click to this video!

Tem certas coisas malucas que fizemos por sexo, que somente depois que fizemos é que a ficha cai!
Sou casado e não sou fiel, sempre procurando uma que me realize minha fantasia, mas às vezes sem mais sem menos aparece.
Tenho um amigo que sempre estamos realizando uns sexo grupal, o que aparece de mulheres, tanto solteira ou casadas querendo transar com dois homens não está no gibi, e sempre rola. Minha mulher sabe que somos bastantes amigos e nem desconfia das nossas armações. Eu tenho uma tara, que não falo para ninguém, nem meus amigos sabem,que na hora da transa eu gosta que a mulher fica choramingando ou chorando quando está gozando,fico louco, só tive uma assim,há muito tempo, nunca mais encontrei.
Certa vez reunido com três amigos, ficamos bebendo e depois de algumas entramos no papo de que nós homens sempre queremos transar com mais mulheres, por que às vezes não queremos as nossas mulheres? Esse meu parceiro, comentou é que devido conviver com elas, vamos analisamos alguns defeitos que não gostamos, pois as da rua são sempre passageiras, o outro comentou, de certa forma concordo com você, alguns fatos na hora da transa,chateia. Meu amigo comentou que a dele não gosta de dar o cuzinho,acha que vai doer e quando ta gozando fica arranhando as costas dele ou mordendo,chega a ficar puto. Comentei que a minha, após o sexo fica perguntando, se eu gostei se tava bom e se ela estava me fazendo do jeito que gosto e etc, chega irritar,rimos e o outro comentou,a minha na hora de gozar fica chorando,choramingando, e fica achando que a está machucando e para na hora, e as vezes nem termina. Pensei caralhooo, é o que mais procuro e o cara, rejeitando. Ficamos rindo e comentando, essas nossas mulheres! Fomos embora e fui pensando na mulher do camarada, chorando na pica. Fiquei dias pensando. Um dia passei por ela na estação carioca, nos falamos rápido e perguntei pelo marido, disse que tinha ido á São Paulo, falei até mais e saí, sem deixar de olhar para sua bunda. Logo pensei naquela gostosa chorando no meu pau. Sabia que ela, pegava o metro da zona norte até o centro, passei no mecânico conhecido e combinei com ele de deixar o carro ali, mas não era para fazer nada, só desculpa para minha mulher que o carro tinha defeito. E iria de metrô, o problema era saber qual horário ela iria sair para trabalhar, acordei cedo, sei que geralmente o horário para o trabalho é as 08h00min A.M, pensei vou cedo para estação, talvez ela vá cedo, cheguei à estação as 6:30 A.M e fiquei escondido,só observando para ver se ela aparecia,7:00 nada,7:30 nada, 7:50 ela apareceu,coração batia forte, a plataforma estava ficando cheia,estava atrasado o ramal, fui chegando perto dela e brinquei com ela,se estivéssemos marcado de sem encontrar não daria tão certo,ela sorriu e disse pois é,estou atrasada, e eu, o carro deu defeito e de metrô é mais rápido, é mesmo! Chegou o metrô lotado, e fomos empurrados para dentro e eu atrás dela, ficamos na parte ao lado da porta todo espremido, do jeito que eu queria, ela de costa para mim, encostada no meu cacete, não teve como de ele não endurecer, e no balanço da composição não teve como de ela não perceber, falava alguma coisa banal em seu ouvido e sarrava aquela bunda, percebi ela dando uma ajeitada,para sentir melhor a pica, e falando qualquer coisa,ajeitei minha pica para cima,ela afastou um pouquinho,depois de me ajeitar segurei em sua cintura e puxei de encontro a pica,ela veio,no balanço fui roçando mais e ela aceitando,foi enchendo mais, e fui ficando descarado e passei a alisar sua bunda e ela falando coisa,tipo fulano, só deve chegar na sexta a noite,e eu hum-hum e alisando mais sua bunda,ela continuava falando,para disfarçar e fui levantando sua saia e passei a mão na sua buceta,ela olhou para trás e falou ao meu ouvido,aqui não,não vou conseguir me controlar, me ligue mais tarde,falei vamos descer na Cinelândia e iremos conversando,ela falou ta bom! Descendo e fomos conversando, passei em um hotelzinho fuleiro e entramos,ela não,estou atrasada,falei é rapidinho,depois a oportunidade pode não aparecer,entramos, fui tirando sua roupa,cai de boca nos seus peitos,fui descendo e chupei muito sua buceta,ela ajoelhou e chupou muito minha pica,deitei ela cama,enfiei minha piroca,e ficamos no beijamos,fui socando,batendo forte e ela começou a soluçar,fiquei maluco,socava mais e a beijava, e ela choramingando,me abraçava o pescoço e soluçando em meu ouvido, a coloquei de quatro e enfiava forte e ela começou a chorar e gemia,eu estava alucinado,minha pica mais dura ainda,ela chorava de soluçar e começou a pedir mais forte,,segura em seus peitos,mordia seu pescoço, e dizia ai amor,que delicia,soca vai,mete mais,socava e começou a segurar o travesseiro e enfiou a cara nele e chorando e foi se deitando,percebi ela gozando,soquei mais um pouco e gozei dentro da buceta, e me deitei ao lado dela, se virou,me beijou e comentou que estava precisando disso,perguntei por que? O marido não ta dando conta? Disse que na hora da transa,ela fica choramingando e ele não gosta,acha que ta me machucando e para. E você manteve firme, e gozei gozei,disse que adoro mulher que fica chorando na pica,fico com mais tesão e soco mais forte,ela riu,enquanto um não gosta o ou outro adora. Arrumamos-nos e dei meu telefone para ela ligar,pois eu iria querer mais e disse, eu também vou querer mais. Perguntei se chorava no cusinho também, disse que quando estava para gozar,chorava,não importava aonde. Fiquei de pau duro e falei, só de imaginar já ta duro de novo,ela falou mais tarde te ligo e vamos combinar de repetir a dose.Nos beijamos gostoso e fomos trabalhar.