Brincadeiras no playground 2

Click to this video!

Boa amantes de sacanagem estou aqui para continuar esta história pois toda vez que me recordo dos fatos acabo tocando uma bem gostosa pensando em Clarinha. Quando cheguei em casa mal podia acreditar tinha feito sacanagem com uma piveta e aquilo não saia a minha cabeça. No dia seguinte fui trabalhar mas com a cabeça a mil por hora. Até minha namorada notou que eu estava meio nas nuvens e me perguntou. Mas nada tinha sido tão intenso e excitante como aquela experiência. A noite cheguei da faculdade e fui logo fazer uma vistoria pra ver se encontrava Clara, mas no entanto so vi um dos moleques no salão e quando ele me viu tratou de sumir rapidinho devia estar com medo de eu lhe entregar. Passaram alguns dias e já estava perto do Natal e eu não tirava a gatinha da cabeça, porém não tinha visto mais ela. Porém era última semana de aula e agora chegaria todo dia mais cedo estava empolgado pq poderia encontrar novamente minha princesa. E não deu outra era quinta feira e eu cheguei por volta das 18:30 e como fazia sempre passava em frente a piscina pelo salão e dava uma olhada nas quadras. E foi quando estava entrando no elevador ouvi aquela voz segura…segura. Ai eu coloquei a mão na porta e olha quem estava Clarinha e a uma moça. Quando me viu se espantou um pouco e abaixou a cabeça eu dei boa noite. Então a moça que depois soube ser a empregada respondeu. Enquanto o elevador subia fiz alguns gestos e ate fingir um espirro pra que Clara me olhasse mas ela continuava com a cabeça baixa. Meu andar estava se aproximando e percebi que seria inútil então novamente cumprimentei falando boa noite e abrir a porta pra sair do elevador e ai foi nessa hora que a moça que estava com ela disse: Clara responde ao moço não seja mal educada. Então ela levantou o rosto e disfarçando o sorriso disse: Boa noite e piscou o olho. Pronto aquilo era um sinal que a safadinha tbm estava nervosa com a situação. Entrei em casa e não conseguia pensar em outra coisa. Então decidi fazer um pouco a cabeça peguei um fininho e fui ate a garagem pois como tinham poucos carros dava pra se encostar em uma pilastra e fumar sem ninguém me ver. Já era por volta das 20:00 enquanto estava lá curtindo minha onda. Foi quando ouvi um psiu. Rapidamente apaguei o cigarro e quando vi era a minha princesinha. Ela disse: Tudo bom eu não falei com vc no elevador pq causa de Dorinha minha empregada. E eu respondi: Tudo bem gatinha sem problema. Perguntei se os moleques haviam procurado por ela. Falou que não que ficaram com medo e não a procuraram mais. Enquanto conversávamos não pude deixar de admirar aquele corpinho ela estava vestida com uma bermuda jeans e uma blusa de coração branca. Por um instante não sabia como chegar ao assunto fiquei bobo como um adolescente mas ela tratou de resolver e falou: Tio não podemos ficar aqui pois se chegar alguém pode nos ver. Então eu disse: Vc sabe de algum lugar melhor. Ai ela falou: No último andar lá perto do meu apt tem uma porta que dar pro terraço sempre fica aberta.
Eu: Tbm vai na frente que eu vou logo em seguida.
Ela: Ok
Esperei alguns minutos e fui peguei o elevador cheguei no corredor e vi a tal porta sempre olhando para me certificar que não tinha ninguém.
Então segurei a maçaneta da porta e não deu outra estava aberta, o coração batia acelerado era muito excitante, entrei fazia muita barulho pois ficava perto das máquinas dos elevadores e estava um pouco escuro foi ai que eu ouvi novamente: Psiu! Aqui!
Havia uma outra porta que dava p terraço o vento era forte e Clara estava sentada em um batente. Quando me aproximei ela falou: Tio vc quer ser meu namorado? Fiquei nesta com a pergunta mas ansioso de pegar ela logo. Então respondi: Quero mas existem condições. A 1 é que ninguém pode saber. Enquanto pensava nas outras Clara falou: Tudo bem Tio eu sei guardar segredo. E as outras? Ai eu disse vc tem que fazer tudo que o Tio Roberto mandar. Ela: Também.
Então eu a peguei carregando pela cintura e comecei a beijar aquela boquinha gostosa no início ela estava sem jeito mas aos poucos foi aprendendo…continua…..