Aventuras no Carnaval de 2016 parte II

Click to this video!

Ola pessoal, vou contar como foi o interrogatório de minha mulher na segunda de carnaval, como eu disse na primeira historia fui estuprado por 4 elementos, uns conhecidos e outros não, cheguei em casa sem calcinha, pelado debaixo do vestido, minha mulher estranhou,muitas perguntas eu ainda bêbado acabei contando a verdade e fui dormir.

Já na segunda acordei umas 14 horas, fiz um lanche e fui sentar no sofá, como de costume ela sempre vem e deita no meu colo, e começou o interrogatório queria saber tudo o que aconteceu, eu disse a ela que já havia contado, mais ela queria detalhes, eu mesmo não sabia nem o que eu tinha contado, mais ela perguntou quem este A Jato, eu respondi este não conheço fui apresentado lá na hora, um negrão simpático e que tem uma rola enorme, foi o que mais me machucou e o que mais gostei apesar de tudo, ai contei que o A Jato tinha uma caçeta grande e muito grossa, mais que ele era muito carinhoso e que adora comer um cu, ela então fazia muitas perguntas sobre o A Jato, nisso começou a ficar exitada e chupava a minha rola que é pequena 14 cm, e ficava dizendo que rolão gostoso, mete ele na minha bunda mete, ela adora sexo anal, eu na hora disse já pensou o A jato meter neste cu, ele arrombaria todinho, ela dizia nossa que delicia amor, e nestas conversar ela perguntou você vai deixar ele arrombar o meu cuzinho vai, eu acabava dizendo que sim, e assim gozamos, nossa maravilhoso, eu também pensando na rola do A Jato.

Demos um tempinho a conversa novamente era o A jato, ela volta e pergunta você vai mesmo deixar o A Jato comer o meu cu, eu disse amor você esta falando serio, ela responde claro, eu perguntei você vai querer mesmo, ou esta brincando, ela novamente confirmou não quero mesmo, como eu já descrevi, ela é Loira bronzeada com a marca do biquine, umas pernas bonitas, uma bunda saliente, carnuda muito bonita mesmo, chama bem a atenção, ai ficamos de tentar, também depois do que havia acontecido eu não tinha como negar.

Na Terça de Carnaval fomos a Cidade não quis ir de carro pois se não eu não poderia beber, fomos de ônibus, também pensando se não encontrasse o A Jato eu ligaria para o Taxista da noite passada que também era gostoso, sentamos no barzinho que e ponto de encontro da rapaziada, ficamos bebendo já havíamos bebidos algumas, quando eu avisto o A Jato, mostrei para ela, ela ficou nervosa, pois seria a sua primeira vez com um estranho, mais estava cheia de tesão, ele me viu mais fez que não viu pois eu estava acompanhado, achei ate digna a sua atitude, mais numa oportunidade eu dei um toque e ele chegou na nossa mesa, nos cumprimentou eu apresentei a ela minha mulher, ele sentou conosco e ficamos conversando, ele me pediu desculpas, do ocorrido, eu disse deixa para lá, e disse a ele hoje e outro dia, bebida vai bebida vem, conversa vai conversa vem, eu perguntei e hoje vai ter outro carnaval lá no clube, o clube seria a casa onde eles me levaram, ele me responde, não tem mais a gente podemos fazer o nosso carnaval particular, eu perguntei você tem as manhas eu estou acompanhado, ele disse claro, só que eu falei, na verdade lá não tem uma estrutura para levar ela lá, ele então disse podemos ir ao um motel, eu respondi eu estou sem carro, ele disse não seja por isso o meu esta ali na esquina quer ir, minha mulher muito nervosa, e com medo, eu perguntei quer ir amor, ela com uma risadinha disse vamos né e acabamos indo.

Já no motel ela foi tomar um banho quando ele tirou a roupa eu paguei logo uma chupadinha ela veio peladinha, ainda nervosa, ele começou a brincar com ela chupando ela, ela chupou ele foi relaxando, ele começou a penetrar aquela rola na boceta dela, nossa ela reclamava muito, vai devagar esta doendo, mais ao poucos entrou tudo ai foi só alegria, nossa ele meteu muito com ela, ate gozar, muito calor, ela foi tomar banho ele meteu com ela no chuveiro, voltaram para a cama ele começou a tentar meter no cu dela, ela adora mais a rola e muito grossa, ele foi tentando de lado ate que entrou nossa ate chorar ela chorou de dor e de prazer, e dizia estava vendo seu corno eu aguentei tudo na boceta e no cu, nossa foi maravilhoso pela primeira vez ver minha mulher sendo arrombada por uma rola preta, que delicia, assim acabamos indo embora, voltamos para o barzinho.

Já no barzinho bebendo comentando ele dizia que ela e uma delicia, também apertadinha, quem aparece, o Claudio já meio bêbado, ficamos conversando, ele comentou do dia anterior, não comentamos nada que havíamos ido meter, minha mulher baixinho no meu ouvido me disse amor eu queria conhecer a casa onde você foi, tentei explicar a ela que não tem nada lá nem toalhas, ela então eu tenho uma toalha aqui na bolça, eu disse se formos lá agora você vai ter que dar para os dois, ela me responde tudo bem, já estava meia de fogo, ela me disse hoje eu quero foder bastante, em conversa acabamos comentando da casa, e o Claudio perguntou vocês não querem conhecer lá, aceitamos e fomos, nossa lá foi demais ela fodeu com os dois, nunca vi ela meter tanto assim, fizeram ate dupla penetração o Claudio na boceta e o A Jato no cu dela, nossa maravilhoso, o A Jato ainda meteu no meu cu também, chupei a rola do Claudio foi uma sacanagem só, maravilhoso dar o cu na presença da mulher, coisa de louco, assim acabamos indo embora super satisfeitos.

Hoje somos um outro casal, estamos planejando que o A jato venha em casa para foder conosco, e quem sabe ate o Claudio também, agora não temos mais nada a esconder eu sou corno e veado ao mesmo tempo mais isso tudo com o conhecimento da minha esposa e ela virou uma putinha de responsa, também não tem mentiras se ela sair com alguém me conta e eu também, muito legal, quando acontecer algo de interessante entre a gente eu conto para vocês, espero que tenham curtido.