Aos 10 anos e muito safadinha – enfim anal

Click to this video!

Me chamo Marcos e essa historia é veridica e tem me deixado maluco. mas vamos lá
Estes últimos dia tem chovido muito aqui na cidade e isso me fez comunicar com a Kamila, apenas por whats up. A Safadinha me conta cada coisa, que assusta muita mulher hoje e eu fico pensando como pode uma menina de 10 anos, ser tão safadinha? ela me conta que ver vídeos de sexo no pc dela e que desde que fomos para o motel que ela tem visto somente vídeos de sexo anal e que ao mesmo tempo que ela se excita ela tem medo, e este passou a ser nosso assunto, “ o seu primeiro anal”, lembrando que a Kamila é uma menina de apenas dez anos, mas que chupa um pau como se fosse uma profissional e que não deixa uma gota de porra se quer ir ao chão, pois ela bebe tudo. Bom, o fato é que, devido a chuva, a dificuldade em sair com a Kamila, estava cada vez mais complicada, pois sempre no meio de semana minha esposa sai e vai a casa do tio dela que está doente, inclusive eu fui com ela na quinta passada, esse é o único tio vivo que ela tem por parte de pai, portanto, ela faz questão de toda semana ir vê-lo. E essa era sempre a minha desculpa para arrumar algum esquema. A Kamila por sua vez, estava para me enlouquecer e nestes últimos dias, ficou me enviando fotos de meninas fazendo anal, e me deixando maluco e sempre trocávamos mensagens do tipo:
Eu: Safadinha, será que vc vai aguentar meu pau nessa bundinha linda?
Kamila: Vou sim tio, eu prometo
Eu: Olha vc sabe que se sairmos, você so volta com o cuzinho aberto
Kamila: é o que eu mais quero
O fato é que, estas conversas viravam a noite, pois ela dorme sozinha em um quarto e deixa sempre os dados moveis de seu celular ligado, e eu sempre digo a ela, olha apaga toda a nossa conversa sempre, e sempre que estou com ela, vejo se ela apagou as mensagens, olhando em seu celular, e constato que sim. A Kamila, por ter apenas 10 anos é uma menina esperta, ela passa a maior parte do tempo sozinha em casa, somente com a empregada, o que faz com que seu tempo fique oscioso, pois estes dias não está havendo aula, voltando somente no dia 03/02/2016. Bom o fato é que na sexta feira dia 28/01/2016, minha esposa me disse que sua turma de faculdade, iria comer uma pizza no sábado a noite, e me pediu pra ficar com as crianças, eu retruquei, pedindo a ela, que as levasse, pois eles queriam comer pizza e eles gostam muito de pizza, e ela concordou, so que sábado, acabou não rolando e eles marcaram para um outro dia e eu já havia marcado com a Kamila, e a safadinha disse que iria dormir na casa de seu tio que fica a uns 2km de casa, ela foi dormi la e eu não pude sair, e a Kamila me mandou mensagem ansiosa e eu disse que não teria como sair e ela acabou tendo de dormir por lá, após mandar vários emotivos de tristeza e choro. No domingo saímos para ir almoçar na casa de minha sogra e após o almoço, minha esposa, entrou no quarto da mãe e ligou o ar e deitou e foi dormir, as crianças foram brincar com no quintal e eu disse a meu sogro que iria em casa e quando minha esposa acordasse que ela me ligasse e eu viria pega-la, e ele disse que tudo bem, sai de lá o mais rápido possível e parei o carro numa esquina um pouco distante da casa da minha sogra e liguei pra kamila, e nada de atender, até que frustrado, desistí e fui andando bem devagar no carro, pensando na safadinha da kamila, já estava próximo de casa, quando o celular, toca e eu fui ver, era minha esposa, perguntando onde eu estava e eu disse que estava chegando em casa e ela disse: vem me buscar que eu tem que organizar uns papeis ai em casa, e eu fiquei p… da vida, mas voltei, no trajeto, o fone toca e eu deixei tocar, pensando ser minha esposa, dai parou de tocar e mais uma vz, tornou a tocar e eu o tirei do bolso e quando olhei era a Kamila, e ai ela disse: oi tio, não pude atender aquela hora porque estava almoçando com meus pais e o celular tava no quarto. Eu disse: deixa pra lá lindinha, eu queria sair com vc, mas agora não dar mais, e ela disse, uai e porque não? Eu disse, porque não estou mais só, e a safadinha disse: eu tô, e eu disse: tá o que? Ela: sozinha uai. Eu: kd sua mãe e pai menina? Ela: tá aqui tio, eu: uai e como vc diz que está só, ela: (sorrindo) vou ficar jajá, pois vou pra casa da vó, meu pai vai me deixar lá, e seu eu tiver como fugir, eu te ligo; eu: ok Kamila. A kamila tem uma coleguinha de aula que mora bem próximo da vó dela e a vó sempre deixa ela ir pra casa desta amiga brincar lá, pois a mesma é cadeirante. O fato é que não via como sair com a Kamila, naquela altura do campeonato, cheguei na casa da sogra peguei a mulher e fui pra casa, e no trajeto o cel, tocou umas 6 vezes e eu quieto, e minha esposa, não vai atender: não sei de onde tirei a desculpa, mas lhe disse: vô nada, é o Marcelo querendo jogar bola agora as 16: hs, ela uai e porque não vai? Pode ir, eu fico com as crianças. Não imaginava esta resposta dela, mas fiquei super feliz, deixei ela em casa, e os meninos já desceram pra casa do vizinho, que tambem tem filhos pequenos e eu peguei o celular e tinha as benditas 6 chamadas, todas da kamila, rapidamente liguei pra ela
e ela: porque não atendeu?
Eu: estava com minha esposa, não tinha como
Ela: eu to na casa da drica, vamos sair?
Eu: uai e a drica e seus pais
Ela: já estou aqui a um bom tempo, vou dizer que vou embora e o senhor me pega na rua
Eu: espere eu chegar mais próximo da casa de sua vó e dai te ligo
Ela: ta bom
A distancia da minha casa pra casa da vó dela, dá uns 08km, gastei uns 20 minutos e liguei e ela ave maria, que demora tio.
Eu: vai pra rua que tô chegando
A safadinha foi e quando cheguei ela entrou no carro e perguntei, que horas que seu pai vem de buscar, e ela, ele disse, que vem as 7, pois foi jogar truco com os amigos
Eu: e sua mãe
Ela: a mãe tomou remédio pra dor de cabeça e deitou, e quando ela está assim, só acorda de noite
Eram quase quatro da tarde, e eu disse: Kamila, é o seguinte, nosso tempo é curto, então não podemos perder tempo
Ela: tio tô querendo demais, mas estou com muito medo
Eu: calma e relaxa, vai dar tudo certo
Partimos para um motel e do mesmo jeito da ultima vez, ela se escondeu e eu entrei, fechei a garagem e ela saiu e entrou no quarto e já foi se jogando no colchão
Eu, cheguei, lhe dei um beijo na bokinha e ela a safadinha foi logo passando a mão no meu short e apertando meu pau, eu fiz ela tirar meu short e minha cueca e ela caiu de boca chupando, lambendo e eu tirei sua roupinha e fiz ela parar de me chupar e ela disse:
Ah não tio, deixa eu chupar mais
Calma Kamila, vou te preparar para o seu primeiro anal
Ela sorriu e disse: tabom
Eu deitei ela de barriga pra cima e peguei o óleo e comecei a chupar a bucetinha dela e a excitei bem, dai, comecei a enfiar um dedo em seu cuzinho e a safadinha, so gemeu, mas não reclamou e eu fui chupando sua bucetinha e metendo o dedo no seu cuzinho e daqui a pouco a safadinha tremeu na minha boca. Gozou gostoso que amoleceu, daí eu a levantei e lhe disse: agora Kamila, vou deitar e voce vai sentar em cima dela, ela só balançou a cabeça em sinal de sim. Eu passei bastante óleo em meu pau e deitei e disse a ela: vem safadinha, senta aqui, ela veio meio que com receio e eu ajeitei o pau na entrada de seu cuzinho e ela quando o meu pau triscava ela voltava e isso por várias vezes. Dai eu perguntei, que foi Kamila, está com medo? Sim tio estou. Dai eu me levantei, passei a mao em seus cabelos, e disse: deita e levanta as pernas pra mim que vou colocar devagar, ela tio, não sei se aguento, eu disse: deita ai sua putinha, não era isso que você queria?, ela então se deitou e eu a deixei na posição frango assado e voltei a chupar sua bucetinha e ela se contraiu e disse, tio come ela tio, vai, eu disse: não Kamila, vc ainda é muito nova: ela: Ah não tio, come por favor. Enquanto ela falava eu me posicionei e forcei contra seu cuzinho, ela se afastou e eu segurei em seus ombros e a cabeça entrou, ela olhou pra mim com os esbugalhados como se dizesse, entrou, e eu fui forçando e comecei ouvir seus gemidos, aiaiaia tio,ta doendo, e eu não parei forcei mais um pouco, e escutei: para tio ta doendo, aiaiaia, tira tio, e eu não parei, forcei mais um pouco, e ela: aiaiaiai tio, ta doendo muito, ele é muito grosso, dai e tirei e ela quis se levantar e eu não deixei, e peguei mais óleo e passei de novo em seu cuzinho e ela disse, não vou dar conta tio. Ela não estava errada, seu cuzinho é muito apertado, mas, mesmo assim, levantei suas perninhas e ela disse: tio devagar tio, se doer, vamos embora, e eu disse: ta bom. Dai comecei a penetrar de novo e a cabeça entrou e ela> hummmm,aiaiai, e eu empurrei mais e dai tirei um pouco e voltei a fazer força e depois voltei a tirar um pouco e fui perguntando, quer ir embora, e ela so gemendo e dizendo, mete so mais um pouco tio que ta gostoso, dai eu disse: mexe na bucetinha, e ela, eu não dou conta, e eu disse: dar sim, mexe devagarzinho e ela começou a mexer na bucetinha e eu meti mais um pouco e vi seus olhinhos saírem lagrimas, pois ela não disse nada, so fazia humm hum hum e então forcei mais e depois tirava e tornei e enfiar até que meu saco, topou em sua bunhinha e eu mandei ela passar a mao e a safadinha passou e disse: tá todinho no meu cu tio, e eu disse: ta sua putinha, e ela sorriu e disse: então come ele tio. E eu comecei a meter gostoso nela e so escutava ela gemer e a dizer ta doendo, mas ta bom, essa foi a dica, eu segurei nela e comecei a empurrar mais rápido e a Kamila começou a dizer: ai tio ta gostoso, ta gostoso, doi, mas ta bom, e eu fui metendo e a ela gemendo, tentei colocar ela de quatro, dai meu pau saiu e junto veio muito cocô, eu falei Kamila vou me lavar e volto, ela goza na minha boquinha e eu disse> quando voltar, fui na pia e lavei meu pau e lubrifiquei ele de novo e a coloquei de quatro e comecei a empurrar de novo em sua bundinha, e voltei a escutar ela gemer e pedir pra tirar, mas não a dei ouvidos, e segurado em suas ancas, meti com muita força, fazendo ela gritar, gemer, e chorar, e eu quando escutei ela chorando, eu gozei em seu cuzinho e soltei suas ancas e ela caiu e passou a mão no lençol e ficou chorando, em a beijei e ela nada fez, então me lavei e olhamos no relógio do celular e já era 17: 20, disse a ela pra irmos embora e ela nada disse, se levantou e foi se vestir, eu disse, va se lavar antes e ela foi, depois se vestiu e paguei a conta do quarto e saímos e ela nada disse. No carro, tentei animar ela, mas ela não quis falar, eu perguntei se ela estava zangada e ela não disse nada. Cheguei próximo a casa da avo dela, já era quase 18:30 e fui embora, e hoje as 22:00 hs foi que ela me enviou uma mensagem, dizendo que quer que eu coma sua bucetinha a todo custo. Expliquei a ela que ela é nova demais, porém, que no momento certo, ela seria comida, ou por mim ou pelo namorado, ela disse: que não quer namorado, e sim a mim.