Trocando o cheque da mulher do corno

Click to this video!

Eu conheço um casal de artistas da TV Globo. Ela se chama Patrícia e ele Daniel. O marido Daniel, com mais de 40 anos, me procurou pedindo uma ajuda financeira. Eles etava montando uma peça de teastro e tinham de alugar umteatro para fazer um ensaio de 30 dias. MaS AO NEGOCIAR O GERENTE DO TEATRO pediu o pagamento antecipado de R$ 8.000,00. A Petrícia ofereceu um chepara 30 dias. Ele mostrou vários cheque devolvidos de outras atrizes e explicou que é proibido de aceitar cheque. Mas ele podia aceitar e colocar R4 8.000,00 dele no lugar desde que ela fizesse um favor pessoal. Ela perguntou o que era e ele respondeu: um boquete. Fica entre nos dois. Mas se não pagar tem de fazer mais seis. O marido dela me contou a estória e me pediu ajuda. Falei: manda a Patrívia falar comigo. No final da tarde, depois que todo mundo saiu do meu escritório, a Patrícila, um gatalinda, de 26 anos, atris global, com uma bunda maravilhos, loura, de cabelos longos, chega com uma sainha bem curtinha., ela veio sozinha e linda Foi longo me dizendo. O cara queria trocar o cheque ainda queria que eu fizesse um boquete. Se ele tivesse pagando por mim o R$ 8 mim, eu ainda pensaria.
Respondi: pois é. Tem muita gente querendo pagar para ganhar esse boquete.
Ela respondeu: não tem muita gente. Você pagaria?
-Claro, respondi. Eu tenho uma tesãoem você há muito tempo. Pagaria R$ 10 mil.
Levantei da cadeira e j[a fui encostando nela por trás, com o pau já duro. Ela começou a rebolar a bunda no meu pau. Mordi a nunca e beijei, ela virou o rosto para trás e eu a beijei na bolca, enfiei a mão por debaixo da saia e e pegue na buceta por cima da alcinha.. Com a outra mão, enifei a mao por debaixo da blusa e peguei nos dois peitinho e constatei que ela não usava soutrien.
Tirei o pau para fora e ela colocou a mão para trás e começou a pegar no pau. Levantei a saia dela por trás, e encostei o pau na bunda dela e comecei a roçar na unda por cima da lcinha. Com a outra mão alisava a buceta e a mão esquerda alisava os peitinhos. Ficamos naquela sacagem por 10 minutos.
De repente, ela se solta, retira blusa, solta a saia no chaão e fica só de calcinha. Comecei a beijá a noa bolca e roçar o meu pau na buceta dela por cima da calcinha.
Ela sentou na minha, mesa, tirou calcinha, abriu as pernas e pediu: me fode, filho da puta. Você quer comer a mulhar do seu amigo. Canalha.
Falei para ela: Primeiro, voce vai ajoelhar e chupar o meu pau.
-Você tem um caralho muito grande. Gosta de pau grande. Qual é o tamanho desse pau.
-Vinte e cinco centímetros – respondi todo orgulho.
Ela ajoelhou, roçou os labios na cabeça e começou a beijar. Depois engoliu o pau todo e foi com ela até garganta. E falou:
-Adoro homem de pau grande. O meu marido tem um pau muito pequeno e não gosta de comer bunda e muito menos de gozar na boca. Ele diz que isso é coisa de cafageste.
Me fode cafageste, come a mulher do seu amigo. É isso que você gosta? Me fode.
Ela levantou, sentou na mesa, abriu as pernas e eu entrei no meio dela, e fui colocando devagar o pau na xoxoxota. Ele comçou a dar gritos altos de dor e prazer e a dizer.
-Vai filho da puta, cahcorro. Fode a mulher do seu amigo sem piedade. Me arromba. É isso o que vocêr quer. Me arromba.
A Patricia gozou duas vezes e ainda ficou debruçada na mesa e pediu para eu comer a buceta dela novamente. Enfiei o pau de uma vez só e ela gozou novamente.
Depois, tirei da buceta e falei: agora, voce essa bunda maravilhosa. Não gozei até agora.
Ela falou: Devagarinho eu deixo. Esse paus é muito grande. Coçamos a rir porque ela havia partipado onde a personagem dela respondia ao parceir queria comer ela por trás. Ela falava na peça: devagarinho, eu deixo. Rimos muito.
Cuspi na mão e passei no cuzinho. Depois, depois dei o pau para ela chupar e cuspi na cabeça. Ela ficou de quatro no sofá que havia no meu escritório, com a bunda bem empinada e fui enviando. Ela gritava, chorava e pedia: mete filho, arromba meu cu. É isso que você quer. Comerco o cu da mulher do seu amigo. Bota chifre nele. Homem não presta. É tudo filho da puta. Na hora de ajudar, vocês querem comer o cu da mulhr dos outros.
Acabamos de trepara, eu gozei bastante e ela gozou tomando no cu. Foi ao banheiro, tomou um banho e voltou toda linda e cheirosa. Eu agora estava de pau duro novamente e chamei ela e disse: quero um favor pessoal Chupa até o final . quero gozar na sua boca.
Ela ajoelhou, deu um beijo na cabeça do pau, cuspiu e depois começou a chupar durante dez minutos. Gozei e ela engoliu tudo. Depois me perguntou. Como vai ser isso. Entreguei um cheque de R$ 10 mil e falei. Eu quero trepar com você mais quatrro vezes. Eu continuei fudendo com ela mais quatrro vezes, todas as tardes, antes dela ir para o teatro. Eu enrabava ela e gozava na boca e ela gostava de ser a minha putinha.
Na quarta vez, ele me disse que havai contado tudo para o marido e que ele ficara supreso com o fato dela fazer sexo anal e oral comigo. Ela me disse que eles agora presivavam alugar um teatro por R$ 15 mil durante um mês e estavam dinheiro. Eu disse que daria a ela por mais R$ 20.000,00 por mais seis trepadas. Mas o marido dela tinha de participar, so assintindo.
Na semana seguinte fui na casa deles, no Flamengo, para levar os R$ 20 mi. Ele me recebeu na sala e ela ficou no quarto. Ele falou muito descontraido. VocÊ é foda. Peço a sua ajuda porque o outro cara queria um favor pessoal e voce me ajuda mas bota a minha mulher para fazer um favor pessoal em você.
Fui para o quarto e a mulher dele, a Patrícia, já estava nos esperando, vestido com um shorte bem curto e uma blusa pequena, tipo TOP, sem soutien. Ele sentou em uma cadeira e ficou assistyindo. Ela ficou de costa e encostei o pau naquela bunda imensa e ela começou a rebolar e roçar. Mordi a nuca dela, beijei, ela virou o rosto e começou a meu beijar. Ficar uns dez minutos sarrando e se beijando. Tirei o shcort dela, tirei a blusa e comecei a chupar os peitos e xoxota. Ela deitou na cama do casal começou a chupar meu, olhando para o marigo, e gritando para mim.
-Me fode filho. Me arromba. Me come na frente do seu amigo. Você gosta é disso. Comer a a mulher do amigo na frente dele. Botar chifre na frente do corno.
Deitou abriu as pernas e comecei a pincelar o pau na porta da bucetga.
-Vai filho da puta. Não me tortura. Enfia esse pau na minha buceta. Meu amor, olha o tamnho do pau desse filho da puta. Ele vai me rasgar toda.
Enfreit tudo de uma vez só e ela deu grito alto e começou a gozer rapidamente.
-Vai filho, me fode, Me trata como cachorra para esse corno ver como se fode uma puta.;
Depois de gozar duas vezes, ela saiu debaixo de mim, eu me deitei e ela ficou em cima, colocando a buceta no meu pau e gemendo alto. Me segurei para não gozar e ficar bom bastante tesão.
coloquei ela de quatro e falei: agora vou comer essa bunda. Ele ficou de quatro e olhando para o marido que continuava sentado na cadeira.
-Olha o tamnho do pau desse cara, amor. O pior é que estou viciada em dar a bunda para ele.
Sem muita conversa, cuspi na mão e passei no cuzinho dela. Ela cuspiu na mão e passou na cabeça do pau e faou: devagarinho, eu deixo. Nos três rimos.
Enfiei o pau de uma vez só e ela deu um grito alto e me xingava: filho da puta, está me arromdando.
O corno falava: fala baixo, cuidado com os vizinhos.
-Vizinhos, o caralho. Este filho da puta está enrabando com vontade e você só assiste e deixa ele me fazer de putinha dele.
-Isso, geme alto para esse corno ver. Você agora é minhta putinha e cu é meu.
Gozei duas vez no cu da Patrícia, que gemia e pedi que acabasse logo porque não estava mais agentando.
Depois ela foii ao banheiro e eu também depois entramos no quarto e o marido saiu. Ela voltou, ajoelhou e começou a chupar o meu pau. O marido entrou justamente na hora em que eu estava gozando muito.
Quando terminei ele falou com ela. Não entendi você deixando ele goazer na boca e ainda engole tudo e limpa a cabeça. comigo você sempre disse que tinha ansia ded vomito e que não consegui deixar gozar.
Ela falou: – com ele eu tentei fugir mas ele deu tapas na cara e me obrigou a fazer boquete completo, até o final. Com ele eu faço e ainda gosta quando me dar tapa na cara.
Fiquei comendo a Patgricia por quatro meses e dominando o casal até eles se separarem.