De filhinha a puta do Papai desde menina

Click to this video!

Me chamo Patrícia tenho 19 anos. Sou filha única e quando fiz 4anos meus pais se separaram. Comecei a passar fim de semanas com o papai que estava morando em outro bairro numa casa que ficava solta, sem vizinhos perto. E foi ai que comecei a conhecer um papai bem diferente, eu chegava na sexta a tarde e ia embora na segunda cedo. Por ter so uma cama na casa dele passei a dormi com papai. E ele me abraçava por trás e sentia algo muito duro, mas era muito bom, meu pai ficava muito tempo no computador e me deixava assistindo tv, sempre via aquele negocio duro no seu shorts. Se passaram 3 anos e ele sempre dormia comigo, e por muitas vezes acordei e vi o papai mexendo dentro do shorts me olhando, quando acordava via leite na cueca dele. No dia que completei 7anos eu o peguei no banheiro com o pinto na mão descendo e subindo uma carninha. Eu já tava me interessando por safadezas na net. Minha prima de11 também me contava muita coisa. A noite quando deitamos. Senti o ponto do papai bem no meio da minha bundinha. Senti que ele ficava se esfregando e fui empinando. Pois tava muito gostoso, ela percebeu que eu tava gostando r do ai que ele disse ai filha essa bundinha me mata, fiquei quietinha, foi quando ele começou a alisar meu biquinho de peito, que delícia, senti sua mão desce e entrar na minha calcinha. O dedo dele logo começou a brincar na minha rachinha. Que coisa tão boa. Ele tava tão agitado, dizia coisas que não entendia, ai ele falou-filha ta gostando? Falei que sim. Ele tirou minha roupa e a dele e disse agora o papai vai te mostrar o que papai fica vendo no pc. Pegou minha mão e sentou na cadeira com o ponto enorme e duro. Me sentou enfrente o pau dele encostadinho na minha bucetinha e abriu as fotos. Eram homens com meninas fazendo sexo, ele mexia nos meu biquinhos e o pau dele tremia, pulsando. Ele falou que era normal pai e filha brincar assim e que so é guarda segredo. Que nunca deveria contar, jamais pra alguém. Eu disse ta bom. Ai ela abriu minhas pernas e ficou esfregando minga bucetinha no seu ponto e aquilo era muito bom. Ele me levou pra cama e assim foi me lambendo toda, senti uma língua áspera no meu grelinho e nossa, ainda era melhor do que antes. Depois de lamber, chupar muito o papai veio por cima e começou a esfregar a cabeça do pau dele na minha bucetinha, ele começou a dizer que adorava a filhinha dele e que essa bucetinha ele já tinha chupado desde bb. Ai senti uma aguinha quente caindo no meu da minha bucetinha. Ele me pegou no colo e me levou ao banheiro onde tomamos banho. Com ele me lambendo sem parar, fomos pra o pc novamente e ele começou a me contar das meninas que ficam com os pais, que elas adoram os paizinhos delas, e por isso fazem eles felizes. Ele me disse que queria fazer tudo aquilo comigo também e se eu queria deixá-lo feliz e eu disse que sim. Vai ser minha putinha filha. Voltamos pra cama e ele em pé com o pau muito duro disse filha vem lamber esse sorvete. Passa a língua no sorvetão do papai, comecei a lamber e fui gostando, aos poucos fui chupando e ele gemia alto, segurava minha cabeça e socava, ficamos assim até ele gosar aos urros. Encheu minha boca de caldo quente e com gosto d salmoura. Dormimos depois disso, acordei com a língua do papai de novo mas depois conto.