11 anos, mas um rabão

Click to this video!

Olá meu nome é Carlos, tenho 39, casado anos e hoje eu vou contar p vocês um fato que aconteceu comigo ano passado.
Eu sou de uma família muito grande, muitos irmãos e sobrinhos. Vi meus sobrinhos crescerem, cada um com uma personalidade, entre eles tinha a camile, filha de uma irmã minha. Ela tinha 11 anos, mas não parecia, pois era mais desenvolvida, não era um corpão de mulher, mas os seios médio e uma bunda grande e empinada, ela é loira branquinha(puxou o pai). Desde pequena já se percebia que ela ia dar trabalho pra mãe, gostava de roupas curtas, músicas escrachadas de funk, queria sair com os primos mais velhos e já até quis namorar com um malandro que tem perto da casa dela. Eu nunca olhei p ela com segundas intenções.
Ano passado eu tive um acidente de moto e quebrei meu pé e destronquei o braço direito, tive que engessar, minha esposa trabalha durante o dia como enfermeira e não podia me ajudar. Como a camile estava de férias minha irmã ofereceu p ela me ajudar, o que foi de grande ajuda.
Ela ficava na minha disposição, levava almoço, água, quando eu i em algum lugar ela me ajudava. Certo dia eu estava tomando suco com a mão esquerda, desequilibrei e acabei derramando o suco em mim. Fiquei todo melado e pedi p camile me dar um banho, claro que eu não ia tomar um banho pelado. Ela colocou uma cadeira debaixo do chuveiro, tirou minha roupa deixando apenas a cueca e me levou p chuveiro. Até aí estava tudo normal, porém a camile estava com uma camisetinha branco e sem sutiã, quando ela começou a me dar banho a camiseta dela molhou e ficou meio transparente. Neste momento ela estava ajoelhada lavando minhas pernas. Eu vi aqueles biquinhos rosinhas na sua camisa e logo bateu o tesão, meu pau foi ficando duro, e eu não querendo que isso acontecesse fiquei todo sem jeito. Ela ficava olhando meio de lado com os olhos todo arregalados, e continuava ensaboando fingindo que não viu nada. Quanto mais eu queria que meu pau amolecesse, mais ele endurecia e fixava pulsando dentro da cueca. Ao terminar ela me enxugou e pegou uma cueca seca, e veio como se quisesse tirar minha cueca mas pedi ela licença e com muita dificuldade eu mesmo troquei, depois ela vestiu minha roupa.
Foi uma situação chata, mas logo depois o clima ficou normal, até que eu ouvi ela conversando através de áudio do WhatsApp. Ela falava que tinha me dado banho e que eu fiquei de pau duro, e que meu pau era grande e ela ficou toda molhadinha, disse que tentou tirar minha cueca mas eu não deixei…
Eu fiquei de cara com isso, fiquei indignado, como uma menina daquela idade fica com esses pensamentos. Eu estava indignado mas bem no fundo eu estava excitado.
Deste dia em diante passei a olhar p ela diferente e ela a mesma coisa, mas não mudou nada entre a gente.
Um tempo depois meu braço já tinha voltado ao normal, apenas minha perna estava engessada. Em um sábado minha esposa ia ficar de plantão durante o final de semana, então a camile foi lá p casa. Deus umas 11:00h e eu comecei a tomar umas cervejas, fiquei a tarde toda bebendo. Quando deu umas 15:30 eu já estava chapado. Comecei a falar as neiras com a camile, quando ela percebeu que eu estava chapado falou.
“tio já chega de beber, vamos tomar um banho ?”
Eu estava sentado no sofá de casa, sem camisa apenas com um short de dormir e sem cueca por baixo. Então eu recusei e ela começou a tentar tirar meu short e me chamando p ir tomar banho. Eu a interrompi
“ camile, não tira não, eu to sem cueca”
Mas ela insistiu e continuava tentando puxar meu short, e como eu estava sentado meu peso não deixava ela tirar. Foi quando eu todo chapado falei
“ te falei que to sem cueca, você ta querendo é ver meu pau?”
Ela não respondeu só continuava tentando, então meu pau foi endurecendo e eu falei
“ se você tirar, você vai ter que chupar”
E ela tentava tirar
“ se você tirar, você vai ter que chupar”
E ela tentava. Foi aí que dei uma levantadinha e ela puxou meu short. Na mesma hora eu peguei ela pela cabeça.
“Agora você chupa”
Então ela começou a chupar, aquela boquinha quentinha e molhadinha me chupando me deixava doido, coloquei minhas duas mãos na cabeça, encostei no sofá e deixei ela mamando, e lá mamava, mamava…ficou uns 15 min só me mamando, na hora que eu fui gozar, segurei na cabeça dela e gozei dentro da biquinha dela. A última imagem que eu lembro era meu pau duro na boca dela e nos cantos escorrendo a minha porra, depois cai no sofá e dormi.
Acordei era umas 19h, e a camile perguntou se podia pegar uma roupa da minha esposa emprestada que ela ia tomar banho, falei que podia e ela foi.
Eu fiquei todo arrependido do que havia acontecido, na verdade não estava arrependido do que aconteceu, mas com medo dela falar com alguém. Quando a camile acabou foi p sala e ficou ali um tempo comigo, ela estava com um blusão meu, pois as roupas da minha esposa não coube nela. O que eu não sabia que ela tinha pegado uma calcinha que minha esposa tinha comprado em um sexy shop, vermelha, com uns pelinhos na frente e finíssima atrás.
Ela ficou ali um pouco, fingi que não tinha acontecido nada, depois falei que ia tomar um banho, ela me ofereceu ajuda, mas falei que não precisava, aliás meu braço já estava bom eu só andava mancando um pouco. Então peguei minha roupa e fui tomar meu banho.
Quando sai ela já tinha ido se deitar, quando fui p meu quarto ela estava deitada de conchinha, a blusa tinha subido toda e a bunda dela toda a amostra. Aquele bundão branco, a calcinha era tão fina que o contorno do seu cuzinho Vermelhinho aparecia todo.
Eu coloquei a mão na cabeça. Estava com tesão, mas com medo de levar isso mais adiante.
Fui p sala, pensei, pensei e isso me torturava. Por mais que ela já tinha me chupando, tinha a desculpa que eu estava bêbado. Tentei me enganar pensando “vou deixar isso de lado, vou p meu quarto virar p um canto dormir”.
Fui p meu quarto, mas quando vi novamente aquele rabão, aí sai do sério.
Tirei minha roupa toda e deitei de conchinha com ela, e cravei meu pau entre as pernas dela, depois comecei a passar a mão nos peitinhos dela, aí desci com a mão e enfiei meu dedo dentro da bucetinha dela que estava molhadinha e quentinha. Ela começou a se contorcer…
Virei ela de frente, tirei sua calcinha e comecei a chupar a bucetinha dela, ela ficava me olhando com uma cara de safada e se contorcia toda. Depois fizemos um 69, ela mamando meu pau toda gulosa e eu com aquela visão gostosa. A bunda dela toda arreganhada na minha cara, aí comecei a chupar aquele cuzinho Vermelhinho, chupava e enfiava um dedo.
Coloquei ela de lado, e enfiei nela, enquanto enfiava sentia aquela bucetinha quentinha engolindo meu pau todo, e comecei a meter, ia metendo na calma e ela gostando.
Depois mandei ela ficar de quatro e fui metendo, e cada vez mais forte, era só bombada, eu dava uns tapão naquela bunda branca dela que ficava vermelhona. Enquanto metia eu enfiei meu dedão no cuzinho dela, depois enfiei mais um, depois que enfiei o terceiro, coloquei meu pau, comecei com a cabecinha, e aos poucos ela foi se relaxando, e fui enfiando tudinho nela, que delícia de rabo, apertadinho. Aí comecei a meter…. Meter… Meter…. Tirava meu pau p fora e ficava o buraco feito pelo meu pau, então eu cuspia lá dentro e colocava de novo, repeti isso mais umas vezes e voltei a meter. Estava tão gostoso que gozei dentro do cuzinho dela, quando tirei meu pau, ficou o buraco e minha porra escorrendo do cú dela.
Eu fudi ela a noite toda, nem deixei ela dormir. No outro dia pedi a ela que não falasse com ninguém. Depois disso peguei ela mais algumas vezes, mas aí ela começou a namorar e se afastou de mim, mas até hoje quando olho p ela fico cheio de tesão.