Vizinha crente. Sonho que virou realidade

Click to this video!

Vou me identificar como Boy, tenho 27 anos 1,79 e 85kg ( Um pouco acima do peso, mas isso até q me ajudou ) . Morei até meus 17 anos em casa, quando meus pais se separaram eu e minha mãe fomos para um apartamento . Me mudei, mas como trabalhava e estudava quase não conversava com ninguém, conhecia apenas algumas pessoas de vista .
Moro no quinto e ultimo andar, no meu prédio não tem elevador, então passo por todos os andares, e já vi varias coisas, do tipo pessoas se trocando, homens e mulheres. No meu bloco não havia muitas garotas e como estava com 17 anos fazia até um sucesso com as meninas da minha idade, então não ficava olhando muito no prédio .
Na frente do meu apartamento em lance abaixo, morava um casal e 2 filhos pequenos . A mulher deveria ter uns 35 anos, morena baixinha, pouca coisa acima do peso e uma bundinha chamativa, comecei a prestar mais atenção nela, mas acho q ela não se ligou . Passado uns 2 anos eles acabaram se mudando e fiquei só na vontade . Mas para minha surpresa, mudou um casal recém casados, ele com alto branco e gordo, barrigudão mesmo, ela baixa de 1,70 branquinha, cabelos pretos p baixo dos ombros pretos, e um corpo normal, pois usava roupas largas e não dava p ver muita coisa. Como meu ap ficava um lance acima do deles, dava p ver a janela de cima p baixo, mas nunca consegui ver ela se trocar, só as vezes que ela fazia faxina só com um shortinho verde bem coladinho, ai sim dava p ver seu corpo, delicia, e coincidia com minha folga que era de sexta . Por diversas vezes bati uma vendo ela fazer faxina, olhava por tras da minha cortina e ela não percebia . Sempre tive um puta tesão nela, só que quase não a encontrava nas escadas ou portaria .
Nisso passou mais uns anos, até que me mudei de trabalho e terminei a faculdade e passei a ficar mais tempo em casa . E conheci diversas pessoas, escreverei em breve outro conto com uma das pessoas que conheci .
Sempre que encontrava eles cumprimentava só que nada a mais . Descobri que eles eram evangélicos, pq sempre tinha amigos que visitavam eles e ficavam orando e cantando, logo pensei caramba será impossível pegar ela. Nisso ela ficou gravida, e mesmo gravida estava linda, sempre sorridente . Minha mãe sempre conversava com ela e acabaram virando colegas, só de escada mesmo, pq ela nunca foi em casa e nem minha mãe na dela . Mas sempre que eles ( Casal ) me encontravam perguntava sobre minha mãe, e eu respondia normal . Quando nasceu a filhinha deles eles ficaram um tempo sem aparecer no ap, devem ter ficado na casa da mãe de um deles . Quando voltaram a menina já estava com uns 6 meses eu acho . E ela mais linda ainda, com curvas que antes não tinha, fiquei louco qndo a vi . Quase que o marido dela viu, mas disfarcei e brinquei com a filhinha deles e conversamos um pouco .
Passado alguns meses, sempre espiado ela pela janela, mas vendo pouco coisa, e encontrando ela na escada, eis que estou subindo as escadas e noto que deixaram a chave p fora, então bati e quando ela abriu a cumprimentei, ela estava com uma calça larga e uma blusa um pouco larga tbm, só que estava com os seios grandes e sem sutiã, quase pirei mas só falei que a chave estava p fora e ela agradeceu e seu marido tbm . Passado mais uns dias, subindo de novo vejo a chave do lado de fora, bati mais uma vez e ela atendeu, toda arrumada com um vestido preto mais coladinho e com maquiagem, acho que iria p um casamento, brinquei q eles eram pior que eu q esquecia tudo, ai ela explicou que chegaram correndo e seu marido teve q sair ainda p pegar um familiar e que ela estava atrasada esperando ele, aproveitei para dizer que era p ela tomar cuidado pq uma mulher linda igual ela não poderia deixar a chave p o lado de fora, ela ficou um pouco vermelha e sorriu, eu me despedi e subi, quando olhei p tras ela estava me olhando e disse obrigado . Entrei no meu ap pensando no aconteceu e fui olhar na janela, mas não vi nada.
Sempre pensava nela, no que poderia acontecer e tal, mas nada acontecia rsrs .Mas minha sorte parecia que estava mudando . Subindo para meu ap, cheio de más intenções pq era sexta e cheguei mais cedo, quando estava no terceiro andar vi que estava todo molhado, fui subindo e no quarto andar estava mais ainda, quando cheguei no quinto a agua estava vindo do ap do casal . Bati e ela atendeu meia descabelada e molhada com aquele shortinho verde e uma blusa branca molhada, só q estava de sutiã . Perguntei se estava td bem e ela disse que foi limpar a torneira da pia da cozinha e apoiou nela e acabou quebrando o cano q estava saindo muita agua e ela estava desesperada e sua filha chorava muito e seu marido estava trabalhando, entrei lá e já me molhei todo pq ao invés de fechar o registro fui tentar colocar a torneira no lugar, fiquei ensopado, só ai me lembrei de fechar o registro . Passado o susto demos risadas e eu todo ensopado ajudei ela a secar o ap, deu trabalho mas até q foi rápido . Quando terminou ela agradeceu e disse que não sabia como agradecer, logo pensei sabe sim, mas só dei um sorriso, ela disse que faria pão de queijo e um café p nos, disse que não precisava mas ela insistiu, eu disse que tudo bem, mas que iria em casa me trocar . Por algum motivo tirei a chave de casa da mochila e minha mãe não estava em casa, bati na casa dela novamente e ela riu e disse desistiu de se trocar ? Respondi q estava sem chave e ela disse que me emprestaria um toalha e uma camisa se eu quisesse . Disse que tudo bem, mas ela deu a toalha e ficou me olhando meio sem graça, comecei a me enxugar esprando a camiseta, ai ela disse que só poderia me emprestar um dela, pq o marido dela não iria gostar de saber que ela emprestou a dele . Disse que se ela não se importasse ficaria sem camisa e deixaria secar um pouco atrás da geladeira ( pensei em pedir p passar, mas fiquei quieto ), ela disse q tudo bem, tirei a camisa e ela olhou p mim, fiquei meio sem graça pq estou acima do peso, mas o marido dela é bem mais gordo q eu, então tirei e fiquei sem camisa e fiquei só de calça . Ela olhou e ficou parada e fiquei olhando p ela tbm, e perguntei se ela queria que eu colocasse a camiseta, ai ela disse ( Vou escrever nosso dialogo abaixo ) :
– Quer q eu coloque a camiseta ?
– Não, não precisa . Desculpa fiquei olhando pq lembrei de uma coisa.
– Oq? Eu disse
– Ela disse : Ah deixa p lá, passado . ( Percebi q através de sua blusa seu bico havia ficado durinho )
– Isisti : Pode falar, começou termina poxa, sou curioso .
– Ela ficou meio vermelha e disse : É que vc se parece com meu primeiro namorado, até a pinta que tem na barriga .
– Dei risada e falei : É mesmo, coitado dele era feio q nem eu, rsrsr ( Modéstia parte sou até bonito )
– Ela disse : Onde q vc é feio ? Vc é muito bonito, e fica mais ainda pq é simpático e atencioso .
Foi a brecha . Vi que quando ela disse isso, passou a língua entre os lábios e deu um sorrisso de leve .
– Vc acha ? eu disse
– Ela disse : Sim muito .
Senti meu corpo pegar fogo e tremer um pouco, fiquei alguns segundos olhando ela com cara de safado e tomei coragem e fui perto dela e disse :
– Duvido q seu namorado tinha uma pinta igual essa, e baixei um pouco a calça, mostrando a barriga mais perto do meu pau q já estava estralando de duro . Ela olhou e fixou os olhos sem dizer nada mas com cara de quem estava gostando . Cheguei mais perto e falei no ouvido dela:
– Tbm duvido que ele usava uma cueca assim .
E baixei minha calça, estava de cueca branca, que com a agua estava um pouco transparente . Ela colocou a mão na boca e disse :
– Vc é doido ?
– Por vc . eu disse . Estava sem pudor e louco de tesão
Cheguei perto dela e peguei em suas mãos e dei uma leve puxada e deixei ela sentir meu perfume, e falei no ouvido dela :
– Te desejo faz tempo, vc é muito linda .
Não deixei ela nem responder e já beijei . Nunca uma mulher e beijou daquele jeito. Que delicia, beijo de paixão mesmo . Só depois saberia o pq.
Peguei ela e fui arrastando p o quarto, ele disse que não, mais não desisti e puxei, ela disse que iria olhar a filha que ela havia colocado p dormir qndo eu tinha saído . Demorou um pouco e voltou . Dessa vez sem sutiã, já peguei com mais força e levei p o quarto . Comecei beijando e descendo, tirei a blusa e que seios maravilhosos eu vi . Me cabei de chupar e ela estava adorando, desci por sua barriga e já fui tirando o short dela junto com a calcinha, meu pau nessa hora quase estava saindo da cueca e eu já tirei ele p fora . Quando tirei sua calcinha, que coisa mais linda a bucetinha dela, pelos bem aparados e só o filetinho, cai de boca e comecei a chupar e a acariciar seus seios, coloquei um dedo dentro de sua bucetinha e fiquei chupando e mexendo o dedo, ela estava louca de prazer, gemia gostoso e fala : Chupa vizinho safado, coloquei outro dedo e ela ficou doida, quando ela estava gozando movimentei mais os dedos e tirei só um e coloquei no seu cuzinho, e tremia e urrava, continuei e ela me apertando disse : Ahhh vou gozar de novo . Gozou três vezes na minha boca . Na terceira vez já pulei p cima dela e coloquei meu pau, não dei nem 5 estocadas ela gozou de novo e disse : Nossa que delicia seu safado . Continuei e ela pedia mais . Coloquei ela de quatro de lado, frango assado . Qndo estava perto de gozar eu trocava a posição . Dei um tempo e voltei a chupar ela, e desci p o cuzinho, ela delirou e começou a rebolar, fiquei doido, e subi beijando suas costas e comecei a encoxar ela, e coloquei na porta do cuzinho dela q piscava feito luzes de natal . Ela disse que era virgem do cuzinho e que tinha medo de dar, eu disse : Vou com carinho nesse cuzinho gostoso, eu fui colocando e ela rebolando, qndo passou a cabeça fiquei louco de tesão e dei uma estoca e ela gemeu e começou a rebolar feito louca, aproveitei p começar o vai e vem mais rápido, meti forte naquele cuzinho virgem, ela disse que estava gozando e senti seu cuzinho piscar no meu pau, não me segurei e gozei demais, enchendo o cuzinho dela de porra, a safada ainda continuou rebolando e eu perdi as forças e deitei em cima dela .
Ela disse que estava louca por mim fazia tempo, que sempre me olhava pela janela, quando eu saio do banho sempre passo creme no corpo, ela disse que já tinha batido varis pensando em mim. Fique louco de tesão e beijei ela de novo . Só que ela disse que era melhor eu ir, pq era perigoso alguém ver .
Desde então, a vizinha crente virou minha putinha, e sempre marcamos alguma coisa.
Se gostou comente . [email protected] tenho mais contos que vou escrever.