Transando Com Dois Amigos de Trabalho do Meu Pai

Click to this video!

De dois em dois meses, tem churrasco na empresa que meu pai trabalha para integração entre os funcionários e suas famílias. É muito chato, só vai crianças e adultos nada interessante, eu passo o tempo mexendo no celular, rezando pra hora passar rápido. Nesse último, eu fui com um vestidinho amarelo, tomara que caia, bem curtinho, soltinho no quadril, e mais justo nos seios, fui sem calcinha, porque estava muito calor, e gosto de deixar minha xotinha respirar. Era um galpão grande, com uma escadinha no fundo. Sentei no terceiro degrau da escada, e fiquei jogando no celular, entediada e com raiva por estar naquele lugar chato, meus pais estavam distantes, em uma mesa com alguns colegas do meu pai. Estava tão entretida no joguinho que demorei a perceber que não estava sozinha, somente quando perdi é que olhei pra cima e vi dois colegas do meu pai me olhando muito, com cara de tesão mesmo, um estava alisando o pau dele por cima da bermuda que usava. Só depois de alguns segundos é que percebi, que eu estava sentada com as pernas abertas e claro que eles estavam vendo minha bucetinha. Nossa fiquei muito vermelha de vergonha, levantei rápido e desci, quando passei por eles, um me segurou e disse ” Pelo amor de Deus não vai embora, deixa eu ver mais um pouquinho ” eu fiquei com medo, porque eles trabalhavam com meu pai né, e disse ” Me solta, para com isso, ou vou falar com meu pai “. Devo ter falado grego, porque o outro enfiou a mão embaixo do meu vestido e claro que minha bucetinha estava molhada, vivo com tesão, quando ele sentiu disse ” Porra… toda molhadinha… vem aqui gostosa ” e sem cerimônia me puxou pra um quartinho vazio e escuro que tinha lá. Começou a me beijar, e passar as mãos por meu corpo, eu queria resistir e gritar, mais estava bom demais e cedi. Ele me puxou contra o corpo dele, me virou de costas pra ele, desceu meu vestido e ficou apertando meus seios e beliscando os biquinhos, isso me dá um tesão louco. De repente ele me jogou no chão, cai de quatro, ele veio por trás, já me penetrando com força, senti aquele pau fino, mais bem grande, que batia no meu útero, ele enrolou meu cabelo na mão dele, e puxava, enquanto socava, com a outra mão ele me dava tapas na bunda que eram uma loucura, gozei no pau dele, gritando de tesão, não conseguia me controlar, o outro que estava do lado de fora da porta, entrou para falar pra gente não fazer barulho, porque dava pra ouvir lá de fora, quando ele viu aquela cena, gozou na calça, olhando pra gente. Ele ficou as pernas bambas, e eu vendo ele gozar, gozei de novo, mais dessa vez só gemendo. Marcus era o nome do que estava me comendo, disse para o outro ” Fernando ocupa a boca dela ” e me deu mais tapa forte na bunda, Fernando rapidamente tirou pra fora o pau dele, que estava duro, era médio e bem grosso, e enfiou na minha boca e eu chupei gostoso, lambia, e sugava ele todo, estava no ritmo das estocadas que estava levando e Fernando falava ” Ai que tesão de menina… chupa gostoso pra caralho… nossaaaaaaaaaaaa ” e Marcus estava muito ofegante, só gemia até que disse que não aguentava mais e queria gozar na minha bunda, então rapidamente tirou a pau da minha bucetinha que babava e piscava e jogou todo seu leitinho na minha bunda, sentir aquela porra quente escorrendo na minha bunda me alucinou e eu esfreguei meu grelinho com força até gozar de novo, quando eu gozei Fernando gemeu forte e despejou na minha boca seu leitinho, bem ralinho, mais em muita quantidade,ele gozou muito e eu engoli tudinho. Ficamos os três ali alguns minutos nos recompondo, me limpei e antes de sair, disse pra eles que se alguém da empresa soubesse, eu iria fazer um escândalo e dizer que tinha sido forçada, eles riram e disseram que jamais iriam contar pra alguém, porque foi bom demais e eles queriam de novo. E eu também é claro,rsrsrs.

Voltei pro churrasco, minha mãe perguntou se eu estava passando mal porque estava muito vermelha e suada, eu disse que sim, que estava quente e me sentindo tonta, ela resolveu ir embora e me levar pra casa, no fundo ela também não gostava daqueles churrascos, mais eu a partir daquele dia passei a amar, não perdi nenhum, e sempre fui pro quartinho com Marcus e Fernando.

BJOSSSSSSSSSSSSSSSS