Mamãe deu uma forcinha

Click to this video!

Conto de Mayara Nascimento
Não sou uma mulher perfeita no quisito beleza, tenho 19 anos morena clara olhos castanhos claros cabelos pretos ate a altura dos ombros seios médios e bunda bem torneada. Mas desde criança que ouço minha mãe falar que meu pai era mulherengo, que da encima das mulheres e não pode ver uma bunda, ate hoje ela vive repetindo isso. De tanto ouvir, comecei a prestar atenção no meu pai, e deseja-lo como homem. De um tempo pra ca comecei a usar roupas mais ousadas, mais chamativas mesmo com minha mãe em casa, shorts mais curtos blusinhas de alcinhas e mais transparente, calcinhas minúsculas e mais sex, etc. Passei a ficar em casa sem sutiã e as vezes so de calcinha, principalmente quando estava muito calor . Minha mãe começou a chamar minha atenção para o caso de chegar alguém de repente,mas eu disse que se chegasse alguém primeiro ia ter de tocar a campanhinha,ou bater na porta. Isso começou a virar rotina e minha mãe acho ate que já acostumou pois não fala mais nada . Outro dia arrisquei a ficar pelada em casa, meu pai já havia saído pro trabalho e eu levantei antes dela, tava na cozinha completamente nua preparando a café quando ela levantou e me surpreendeu, filhaaaaaa imagina se s teu pai te pega assim, ele vai ter um troço,ou vai te agarrar. Mãeee meu pai já me viu nua tantas vezes quando eu era criança,que diferença faz agora,só porque cresci.. Filha se pai é homem, e homem sente tesão por mulher,principalmente se ver ela assim como você ta, paladaaa, não importa se é filha ou não,é da natureza do homem, Na hora não disse nada pra ela mas era justamente isso que eu queria, que ele sentisse tesão,desejo por min que ele quisesse me devorar,me comer viva literalmente. Me vestia assim pra ela se acostumar e o dia que os dois tivessem em casa e ele me visse com as roupas méis ousadas ela não desconfiasse que eu queria mesmo era despertar o tesão dele.Outro dia tentei fazer um teste pra ver como o meu pai reagiria, ele estava deitado em um sofá na sala e minha mãe no outro, os dois assistis televisão, coloquei uma camiseta grade que ia ate um pouco abaixo da minha bunda e uma calcinha, pequena, mas ate que comportada e deitei no sofá que minha mãe tava, com a cabeça no colo dela e minha bunda virada pro meu pai.Deitada de lado no colo dela e com as pernas encolhida no sofá não demorou muito pra minha mãe colocar sua mão direita em coma da minha bunda,e vendo que a camiseta deixava toda de fora e minha calcinha amostra sem cerimônia nenhuma ela desceu a mão ate minha calcinha e a puxou de lado deixando minha buceta completamente exposta pro meu pai,como se a estivesse oferecendo a ele. Percebi logo o volume nas calcas do meu pai,logo ela tirou a mão e inventou uma desculpa pra eu sair da sala.Passou o resto do dia e ela não falou uma palavra do ocorrido,e nos dias seguinte aconteceram outros fatos que me fez desconfiar que minha mãe também queria que eu desse pra ele. Como em um dia que eu estava pelada em casa e ela me olhando se aproximou, passou a mão na minha bunda de uma maneira ate carinhos e disse seu pai ia adorar comer essa bundinha, eu perguntei, ele gosta?, demais disse ela, quando eu tinha sua idade e começamos a namorar foi a primeira coisa que ele fez foi comer meu cu, ele sempre foi tarado por um cu, eu não gostava muito porque doía,o pau dele não era muito grosso mais tinha uns vinte centímetros quando tava duro,mas hoje tem cremes com sabores e odores e que anestesia, você não vai sentir dor, só prazer, não tava acreditando que minha própria mãe tava dizendo aquilo pra min. E ela continuou falando ele gosta de chupar uma buceta e gosta que chupe a pica dele, eu adoro quando ele enche minha boca de porra eu engulo porque gosto, se você puxou a min você também vai gostar.Depois de ter me dito tudo isso e mais algumas coisas perguntei: mãe você ta querendo que eu de pro meu pai? Filha eu queria evitar mas te vendo assim, pelada o dia inteiro até eu fiquei com tesão, nunca senti isso por mulher nenhuma mas você me deixou com a buceta ensopada. Fiquei surpresa queria deixar meu pai com tesão e cabei deixando minha mãe também. No outro dia meu pai de folga e em casa ao sair ela disse: filha faz o almoço e da pro seu pai, perguntei o queeeee,…. faz o almoço, uma pausa e alguns passos,… e da pro seu pai, mais uns passos e ao olhar para traz deu um leve sorriso, acho que foi o suficiente pra eu entender. Fui pra cozinha com a mesma camiseta grande de antes, e sem nada por baixo, agora eu iria seduzir meu pai e com o consentimento de minha mãe Assim que comecei meus afazeres na cozinha e percebendo que meu pai tava na sala comecei minhas idas ate a sala pra deixar ela pra deixar ele perceber que eu tava sem calcinha, já na cozinha e percebendo que meu pai me olhava deixei cair de propósito uma colher e agaixando para pegar me virei de costas pra ele e abrindo um pouco as pernas demorei um pouquinha para que ele tivesse uma boa visão da minha buceta, que logo logo seria dele . Então ele veio ate min e me pediu um abraço, nos abraçamos e já senti o volume do seu membro já pulsando encostar na minha xota. Me virei de costa pra ele e naquele mesmo abraço coloquei suas mãos sobre meus seios e pressionei minha bunda naquele pau bem duro, Com uma das mãos massageava meus seios com a outra já dedilhava minha buceta já melada enquanto já ofegante mordiscava minha orelha,Ai papai que tesão, que gostoso filha que delicia de mulher você se tornou, como eu desejei você, já cheirei suas calcinhas usadas e já toquei muitas punhetas imaginando estar comendo você que delicia,mamãe disse que você gosta de comer um cuzinho e gosta que chupe sua pica, isso mesmo filha, faz isso pra min,vem pai vem deixa eu chupar essa pica, ai delicia que gostoso >Chupa minha buceta eu sei que você gosta mais forte,mais forte, morde meu grelinho morde enfia essa língua quente la dentro, aiiiiii pai vou gozarrrrrrrrrr ai to gozandooooooooo mete no meu cu mete, vem me enraba logo arromba meu cu com esse pau gostoso aaaaaai delicia vaiiiiiiii enche de porra esse cu como fez com a mamãe da primeira vez vaiiiiiii goza gostozzzzzzzzzzooooooooo mais rápido, mais rápido uuuiiiiiiiii to gozando filha agora rhrhhhhhhhhhhhhhhhhhhh.ali mesmo no chão da sala ficamos deitados e eu com, aquela pica ainda cravada no meu cu e sentindo ainda ele pulsando eu contraia meu buraquinho coma se quisesse sugar ate a ultima gotinha daquele pau maravilhoso. Depois de descansados fomos pro banho eu e meu pai para relaxarmos e ficar pronto pra outra.Depois do banho relaxante voltamos pra sala e deitamos de novo no tapete e ficamos conversando banalidades e falando da nossa transa dos nossos desejos e meu pai acabou me confessando que quando estávamos no sofá e minha mãe puxou minha calcinha de lado mostrando minha buceta pra ele, a noite os dois treparam umas três vezes e durante a trepada ela falava vai mete gostoso na buceta da nossa filha, eu sei que você quer comer a buceta dela eu sei que você deseja ela, vem mete mete fundo enche essa buceta de porra, ela vai dar o cuzinho pra você como eu dei arromba o cuzinho dela como você fez com o meu goza gostoso vai, e disse que fazia tempo que não metia com ela daquele jeito Ainda estávamos conversando quando minha mãe chegou nos pegando nús na sala, ficou de pé parada nos olhando com a maior cara de felicidade como se tivesse ganho um presente. Eu a chamei para se juntar a nós,mãe ela disse, sentando no sofá que só queria assistir meu pai fuder minha buceta. Pensei que você ia participar,…. Ela, hoje quero só assistir. Virei em cima do meu pai numa posição 69 comecei a chupar seu pau que já começava a ficar duro enquanto ele se deliciava explorando com sua língua áspera a minha buceta já úmida. Não demorou muito e eu já não agüentava mais de vontade de ter aqueles vinte centímetros de carne dura a invadir minha buceta já ensopada, virei de posição pra encaixar sua rola na minha caverninha quando senti a mão de minha mãe percorrendo toda minha xota e posicionando a vara do meu pai na entradinha, e dizendo :fode essa cadela, ela quer levar vara, enquanto ele dava estocadas fortes e eu cavalgava sua pica, senti minha mãe enfiando alguma coisa grossa no meu cu, eu cavalgado aquela pica e aquela causa grossa entrando e saindo do meu cu, me senti como se tivesse metendo com dois homens ao mesmo tempo, o que me fez explodiu numa seqüência intermináveis de gozo e o meu pai logo como um vulcão em erupção jorrou larvas de esperma quente dentro de mim. Ficamos ali até nossos corpos esfriarem, quando senti minha mãe puxar aquela coisa do meu cu, e olhando pra traz vi que era um pepino que la lubrificou e enterrou mais da metade no meu rabo. Foi gostoso meter daquele jeito, agora eu tava satisfeita, tinha alcançado o meu objetivo que era transar com meu pai e com a ajudinha da minha mãe ficou muito mais fácil….Depois de refeitos e banhos tomados, fui até Ela e perguntei porque não quis se juntar a nós pra transarmos todos juntos, já que ela dissera ter sentido tesão por min. Filha hoje o momento era seu e do seu pai,sempre tive a fantasia de ver ele fudendo outra mulher comendo outra buceta, a partir do momento que você foi crescendo e usando roupas mais ousadas essas fantasias foram aumentando em minha cabeça, a ponto de eu me masturbar muitas vezes desejando transar com você. Agora que parte delas já se realizaram eu quero o meu momento especial com você, só nós duas. Ok mãe quando você quiser…. Mayara Nascimento….