Iniciei minha namorada na zoofilia, três cachorros dilaceram minha Gatinha

Click to this video!

Bom dia, olha eu de novo com minhas histórias verídicas sobre zoofilia, tenho que confessar meu canil tem me dado muito prazer pelo brasil a fora.
Bem, hoje vou relatar como iniciei minha ex namorada no mundo da zoofilia.
Bom, Carol, era uma morena clara, um pouco gordinha, cabelos lisos, olhos penetrantes, coxas grossas, sexualmente bem atraente (na minha opinião), super fogosa, dava um trabalho na cama que nossa, infelizmente por motivos diversos nos separamos a anos… hoje.. ela mora bem longe, casada, tem filhos…
Na época tinha 19 anos, sempre dormia em casa, a muito tempo eu insistia para ela provar um cachorro, insisti varias vezes pra ela deixar o cachorro chupa-la, etc., chequei a algumas vezes em nosso momento de transa, entrar com um dog alemão que tenho até hoje, abrir as pernas dela mais ela não deixava… até que um dia… e que dia inesquecível…
Ela tinha tomado banho, e saído do chuveiro, enrolada em uma toalha, e estávamos nos beijando… ela tava morrendo de tesão… foi quando ela disse sentir um bafo quente no bumbum, uma respirada… era meu dog alemão que atendia pelo nome de Banner, ele estava cheirando o bumbum dela, e passando sua língua entre suas coxas… eu segurei os braços dela e pedi para ficar calma… comecei a acariciar sua xana e beija-la na boca, e ela relutando ainda comigo, porem diminuindo suas forcas, senti a língua no Banner junto com meus dedos… chupando aquele grelo que já estava durinho e molhado… quando então a vi ela abriu um pouco as pernas com os olhos fechados encostando a cabeça em meu peitoral, mesmo porque tenho 1,94 que altura… ela estava relaxada.. curtindo meu dedo e a língua do cachorro… o animal lambia desde seu cuzinho até sua xana… lambia com vontade… ele estava abanando o rabo, e conheço bem esse meu amigo comedor, ele estava querendo fuder, pedi pra ela ficar de quatro ela disse que não… susurrei em seu ouvido “amorzinho fica de quatro, deixa ele fuder você bem gostoso”, vi que ela ficou arrepiada… com mais algumas insistências Carol ficou naquela posição… fui atras dela.. e vi como o cão enviava aquela língua enorme na sua xana, lambendo todo seu líquido, ela delirava… passava a língua no cuzinho… então ele subiu, ela tentou tirar ele mesmo morrendo de tesão… eu insisti e a acalmei, ela ficou novamente de quatro com um bumbum bem arrebitado, Banner subiu, e ficava dando entocadas na bunda tentando acertar o buraco… eu acariciava o grelo com os dedos…. enfiava dois dedos e o sentia super molhado… vi que ele não conseguia acertar o buraco… então segurei aquela enorme pica mirei na xana e ele acertou… parece que onço a voz dela, falando “uiiii”, entrou tudo de uma vez, e ele começou a bombar, e ela a gemer alto, ele fudia com força, devido os gritos e gemidos, outros dois cachorros também entraram na casa pra ver o que estava acontecendo um Labrador que tinha ganhado da minha tia e um vira-lata que a tres anos atrás teria pego na rua… ambos correram até Carol e chupava sua xana por baixo do cachorro… ela gemia igual uma puta vadia… e me xingava “Leo seu filho da puta!” e fechava os olhos sentido todo aquele prazer, entao Banner ficou grudado com ela, ele virou de rabo pra ela e ficou grudado os outros dois entraram em baixo e chupava sua xana junto com a porra do Banner que corria, eu sem perder tempo filmava tudo com meu celular, e ela pedindo pra mim nao filmar seu rosto… lembro bem que por volta de uns 25 minutos Banner ficou naquela posicao, quando tirou seu pau de dentro… uma catarata de porra saiu de dentro da minha namorada… ela estava cansada… mais realizada… então tirei o pau pra você e ela começou a chupar meu pau de quatro… no mesmo instante o Labrador subiu em cima dela, e começoou a bombar sem conseguir acertar o buraco… fui correndo atras dela, peguei também no pau do Pithy e enfiei todinho em sua xana, que estava molhada, dilacerada… pithy parecia agradecer sem perder tempo começou a fuder minha namorada… que novamente gemia no pau do animal… eu vi de pertinho com a filmadora do celular, como aquele pau entrava e saia de dentro dela… até o momento que o nó entrou… ficaram grudado novamente… o vira-lata lambia todo aquele liquido que corria pelas pernas da Carol, fui ate a frente, sentei numa cadeira e pedi para continuar chupando meu pau, ela chupava igual uma vadia… depois de uns minutos Pithy saiu de cima dela… novamente muita porra jorrava de dentro da garota… o que ela não sabia que o vira-lata também esperava a vez dele, o mais interessante é que o vira-lata que atendia pelo nome de Lobinho era o menor de todos, porém que pau tinha esse cachorrinho viu? Fiquei surpreso… ele subiu em Carol… que ficou esperando novamente que eu ajudasse… porem ela me disse que não aguentava mais dar a buceta… então pedi pra ela dar o cuzinho pra ele, disse que o Lobinho era pequeno, então não iria doer… passei um creminho em seu cuzinho…. enfiei o dedinho ela deu um leve susurro… e punhetei o Lobinho e vi aquela enorme pica, porem não deixei ela ver porque estava de quatro… peguei aquele enorme pau e coloquei devagarinho no cuzinho dela… segurando ele… foi entrando.. cm por cm… ela gemia de dor… quando chegou na metade ela gritava “Leo, filho da puta se disse que não ia doer… filho da puta!”, mal sabia ela que faltava metade daquilo pra entrar, então eu soltei o pau do cachorro que empurrou tudo com forca… ela deu um grito bem longo,mais ainda falta o enorme nó… o cachorro deu de duas a três bombadas e empurrou o enorme nó… vi lagrimas no olho de Carol… os outros dois animais estavam chupando suas próprias picas realizados com sua nova cadelinha… Carol não parava de me xingar entre gemidos e susurros “Eu te odeio, seu filho da puta! Seu puto… “, mais toda aquela dor misturado com prazer foi passado, dando lugar para um prazer imenso… agora Carol não tinha somente a buceta cheia de porra mais o cu também… então ela pediu pra chupar meu pau…. e chupou com prazer… quando Lobinho saiu de cima, a garota estava exausta, fraca, sem forca… aproveitei e gozei na sua cara… lambuzando toda…. rapidamente coloquei um shorts, pequei um animais e fui correr com eles no quintal… enquanto Carol foi sentar no vaso sanitário para esperar escorrer toda aquela porra canina de dentro de sua buceta e cu…. foi assim que iniciei minha namaorada no mundo da zoofilia e também resolvi comprar uma filmadora profissional e sair Brasil a fora para iniciar e filmar algumas pessoas no mundo da zoofilia, repetimos o episódio por umas três vezes até termos uma briga feia e terminarmos o relacionamento…. se você gostou me escreva ou comente, caso queira fazer parte das minhas historias também, tenho Canil, os videos geralmente dou as pessoas e só filmo ou publico com autorização dos mesmos, segue meu contato (msn,skype) [email protected] .